domingo, 21 de abril de 2013

O CÂNCER E A DIETA

O CÂNCER E A DIETA




Infoescola

A célula animal é fomada pela membrana celular que  envolve toda a célula, as organelas citoplasmáticas que cuidam do metabolismo celular e a membrana nuclear que envolve e protege o núcleo. No interior do núcleo encontra-se o DNA que comanda todo o funcionamento da célula.


INCA
A célula pode sofrer mudanças no DNA, chamadas de mutações,  que fazem com que as informações sejam passadas erradas nas suas atividades. A célula então passa atrabalhar de forma diferente das demais, causando o câncer. O aumento das células cancerosas nos tecidos formam os tumores (neoplasias malignas) que comprometem o funcionamento do órgão. As células cancerígenas dividem rapidamente e tendem a ser muito agressivas e incontroláveis. 
Mostra de patologia
De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer) o câncer pode ser causado por fatores genéticos e por fatores ambientais (cigarros, agrotóxicos, hábitos alimentares, hábitos sexuais, medicamentos, radiação, radiação solar entre outros) e o tratamento pode ocorrer por quimioterapia, radioterapia, cirurgia ou transplantes dependendo do tipo de neoplasia. 

Na quimioterapia é usados compostos químicos, quimioterápicos, que atuam tanto nas células normais quanto nas células neoplásicas embora causem maior dano às células malignas. Há diferentes tipos de quimioterapias e formas de serem administradas (oral, venosa,via cateter). 

Mega Arquivo
O quimioterápico cai na corrente sanguínea sendo levado para todas as células do corpo e atua impedindo que as células com crescimento rápido, como as cancerígenas, parem de dividir e morram. Outras células como as do trato digestivo, dos pelos e da medula apresentam a mesma característica, de divisão rápida, que as células cancerígenas e consequentemente sofreão a ação do medicamento. 

pt.scribd.com






No sistema digestório a ação do quimioterápico impede que ocorra a troca celular e consequentemente afeta sua atividade metabólica. O cérebro em resposta de proteção ao medicamento induz a náusea e o vômito, para expelir a substância química do corpo.  Os efeitos tóxicos daquimioterapia dependem do tempo de exposição e da concentração  do medicamento. As ações são reversíveis, ao    terminar o medicamento os efeitos colaterais cessam e o crescimento celular normaliza. 
A indisposição alimentar acarreta a perda de peso dos pacientes em tratamento deixando-os mais fracos e indispostos. Os médico fazem uma série de recomendações:

  1. Diminuir o consumo de açúcares;
  2. Diminuir o consumo de alimentos gorduroso;
  3. Dar preferência a carnes magras como frango ou peixe;
  4. Ingerir grãos como quinoa e aveia pois liberam  glicose no sangue num ritmo regular;
  5. Comer várias vezes em pequenas quantidades;
  6. Em casos específicos, orientados pelo médico, ingerir nozes;
Para auxiliar as pessoas que estão em tratamento posto a receita abaixo

Peito de frango ao molho de laranja e hortelã e batatas assadas com pinholes
Foto meramente ilustrativa - Sabor do Sono 

Ingredientes

120g de bife de peito de frango
Suco de uma laranja
Folhas de hortelã
30g de pinholes
q/b sal
q/b alho picadinho
q/b azeite
q/b de limão
q/b de cebola picada 
3 batatas babys

Modo de fazer

  • Temperar o peito de frango com o suco de limão, alho e cebola (deixar marinar por mais ou menos uma hora);
  • Em uma panela colocar o suco de laranja, temperar e deixar reduzir, adicione então uma folha de hortelã;
  • Colocar as batatas temperadas com cebola, alho e sal em um recipiente contendo um pouco de azeite. Levar ao forno 180 graus até assar;
  • Tostar os pinholes numa frigideira sem gordura;
  • Grelhar o peito de frango em uma frigideira com um fio de azeite;
  • Montar o prato colocando o peito de frango, a redução de laranja e os pinholes. Adicionar as batatas assadas. Acompanha bem com diferentes folhas de alface.
extraído:http://bebelculinaria.blogspot.com.br/search/label/C%C3%A2ncer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla