sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

13º CAFÉ & ACOLHIMENTO(MIELOMA MÚLTIPLO, e outros tipos de Câncer.) em Belo Horizonte - Para paciente, familiares, amigos e profissionais da saúde

13º CAFÉ & ACOLHIMENTO em Belo Horizonte 

Encontros para profissionais da saúde, amigos, familiares e pacientes com MIELOMA MÚLTIPLO, e outros tipos de câncer.

Se você quer conversar, acolher e ser acolhido, trocar experiências, falar de medo...s, esperança, dores e alegrias, participe, faça contato. 

Para participar, envie e-mail para: acolhimentomielomamultiplo@yahoo.com.br, deixando nome completo e um número de telefone. Você receberá um e-mail de confirmação informando o local. 

Seu depoimento, sua presença e apoio, ajudarão a todos NÓS, pacientes e familiares.

Neste ano, os encontros acontecerão nos dias abaixo, podendo sofrer alterações, por motivo de força maior.

02 /02/2014; 
02/03/2014;
06/04/2014;
04/05/2014;
01/06/2014;
06/07/2014;
03/08/2014;
07/09/2014;
04/10/2014;
02/11/2014;
14/12/2014; 

Sua participação é muito importante. 

extraído: cafe&acolhimento
abs,
Carla

Eventos: reunirá importantes instituições, especialistas - Programe - se

Pelo quarto ano consecutivo, o Fórum Nacional do Instituto Oncoguia, reunirá importantes instituições, especialistas e autoridades em oncologia e políticas de saúde para discussões e debates sobre a realidade do câncer no país e todos os problemas enfrentados pelos pacientes. 


Temas que serão debatidos:
- Câncer um problema global de saúde pública
- Promoção da saúde e prevenção do câncer
- Acesso a diagnóstico precoce: Regulação da Saúde
- O papel da Anvisa na garantia de acesso a tratamento do câncer
- Acesso rápido e de qualidade aos tratamentos e a lei dos 60 dias
- O novo rol da ANS e as conquistas dos pacientes
- Pesquisa Clínica no Brasil: prioridades e problemas
- Infraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o câncer no Brasil: o quão longe estamos?
- Acesso a tratamento multidisciplinar: teoria e prática
- Conversando com quem pode fazer a diferença: garantindo os direitos dos pacientes com câncer

O evento é gratuito e tem inscrições limitadas.
Faça já sua inscrição e garanta sua vaga.



Datas: 05/02/2014 e 06/02/2014 Horário: 08:30 - 18:00

Local: CIEE Centro de Integração Empresa Escola Rua. Tabapuã 445 Itaim Bibi São Paulo
Confira a programação completa
http://www.oncoguia.org.br/conteudo/iv-forum-oncoguia-2014/4793/38/




NEDAI - Eventos - Nacionais - 1º Encontro Nacional da Secção de Reabilitação das Doenças Autoimunes - 14/02/2014 no Hospital Escola

extraído:http://tonymadureira.blogspot.com/


Curso Gratuito: Práticas em Mídias Sociais

O curso "Práticas em Mídias Sociais" é oferecido em São Paulo gratuitamente. O curso tem carga horária de 80 horas, será ministrado aos sábados. As inscrições deverão ser efetuadas no período de* 16/01/2014 até dia 06/03/2014*. Certificado na modalidade FIC "Formação Inicial e Continuada) Informações e inscrições: www.cursos.ccj.art.br/midias
extraído:http://www.blogueirosdasaude.org.br/
Workshop Interativo em Doenças Autoimunes.Decorrerá nos dias 22, 23, 29 e 30 de março de 2014 no Auditório do Hospital Beatriz Ângelo, a 5ª edição do Workshop Interativo em Doenças Autoimunes.

http://www.hbeatrizangelo.pt/pt/eventos/workshop-interativo-em-doencas-autoimunes-2/
extraído:http://tonymadureira.blogspot.com/



NEDAI - Eventos - Congressos | Reuniões NEDAI - XX Reunião Anual do NEDAI -  11 e 12/04/2014 Tony MadureiraemLÚPUS, Um blogue sobre a doença  extraído:http://tonymadureira.blogspot.com/
obs. conteúdo meramente informativo abs,Carla

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Governo cria política de atendimento de pessoas com doenças raras

SUS vai incorporar 15 novos exames de diagnóstico e credenciar hospitais.
Portaria foi assinada pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

O Sistema Único de Saúde (SUS) vai incorporar 15 novos exames para diagnosticar doenças raras e credenciar hospitais e instituições para atendimento de pacientes portadores dessas enfermidades.

As ações integram a política nacional de atenção às pessoas com doenças raras, que teve portaria assinada nesta quinta-feira (30) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

A política foi criada após pedidos de organizações não-governamentais e instituições de pesquisas, que discutiam o assunto com o governo desde 2012. A norma vale a partir da publicação no "Diário Oficial da União", o que deve acontecer nos próximos dias, de acordo com o Ministério da Saúde.
Segundo José Eduardo Fogolin, coordenador de média e alta complexidade da pasta, os exames vão abranger uma grande parte das 8 mil doenças raras já estudadas.
Fogolin explica ainda que o SUS vai dividi-las em quatro eixos: três abrangem doenças genéticas (anomalias congênitas, deficiência intelectual/cognitiva e doença metabólica) e um enfermidades não-genéticas, dividido em infecciosas, inflamatórias e autoimunes.

Rede de atendimento

O técnico do Ministério da Saúde explica que no Brasil existem atualmente 240 serviços que promovem ações de diagnóstico e assistência que poderão se credenciar ao SUS imediatamente após a divulgação da portaria. Essas instituições vão receber verbas destinadas aos exames e às equipes que trabalham no tratamento dos pacientes.
De acordo com o governo, será repassado mensalmente R$ 11,6 mil para custeio da equipe de serviço especializado (com, no mínimo, um médico, enfermeiro e técnico de enfermagem) e R$ 41,4 mil para equipes do serviço de referência, que conta com geneticista, neurologista, pediatra, clínico geral, psicólogo ou outros profissionais.
"Atualmente, pessoas com doenças raras são atendidas, principalmente, em hospitais universitários. [Com a política] o número de instituições vai aumentar", explicou ele.
O SUS conta com 26 protocolos clínicos para doenças raras que são a "porta de entrada" para a assistência na saúde pública. Além disso, há oferta de medicamentos para 11 enfermidades, como a deficiência de hormônio do crescimento (hipopituitarismo), fibrose cística e hipotiroidismo congênito.

Doenças raras no Brasil

De acordo com levantamento feito pela Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), divulgado em 2013, há cerca de 13 milhões de pessoas com doenças raras no país. Estima-se que haja 8 mil distúrbios já diagnosticados, sendo 80% deles de origem genética. Outros se desenvolveram como infecções bacterianas e virais, alergias ou têm causas degenerativas. A maioria (75%) se manifesta ainda na infância dos pacientes.
O conceito de doença rara utilizado pelo Ministério da Saúde é o mesmo recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), ou seja, disturbios que afetam até 65 pessoas em cada 100 mil indivíduos (1,3 para cada duas mil pessoas).

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2014/01/governo-cria-politica-de-atendimento-de-pessoas-com-doencas-raras.html

 

Existem fases ou estágios na Doença de Alzheimer

Existem 4 fases:

Na fase inicial os sintomas mais importantes são:

- perda de memória, confusão e desorientação
- ansiedade, agitação, ilusão, desconfiança
- alteração da personalidade e do senso crítico
- dificuldades com as atividades da vida diária como alimentar-se e banhar-se
- alguma dificuldade com ações mais complexas como cozinhar, fazer compras, dirigir, telefonar

Na fase intermediária os sintomas da fase inicial se agravam e também pode ocorrer:

- dificuldade em reconhecer familiares e amigos
- perder-se em ambientes conhecidos
- alucinações, inapetência, perda de peso, incontinência urinária
- dificuldades com a fala e a comunicação
- movimentos e fala repetitiva
- distúrbios do  sono
- problemas com ações rotineiras
- dependência progressiva
- vagância
- Início de dificuldades motoras

Na fase final:

- Dependência total
- Imobilidade crescente
- Incontinência urinária e fecal
- Tendência em assumir a posição fetal
- Mutismo
- Restrito a poltrona ou ao leito
- Presença de úlceras por pressão (escaras)
- Perda progressiva de peso
- Infecções urinárias e respiratórias freqüentes
- Término da comunicação

Na fase terminal

Agravamento dos sintomas da fase final
Incontinência dupla
Restrito ao leito
Posição fetal
Mutismo
Ùlceras por pressão
Disfagia com a necessidade de alimentação enteral
Infecções de repetição


O Alzheimer segundo a visão do Dr. Norton Sayeg:

 Fase inicial:
§  Distração
§  Dificuldade de lembra nomes e palavras
§  Esquecimentos crescente
§  Dificuldade para aprender novas informações
§  Desorientação em ambientes familiares
§  Lapsos pquenos, man não característicos de julgamento e comportamento
§  Redução das atividades sociais dentro e fora de casa

Fase intermediária

§  Perda marcante da memória da atividade cognitiva
§  Deteriorização das habilidades verais, diminuição do conteúdo e da variação da fala
§  Apresenta mais alterações de comportamento: frustração, impaciência, inquietação, agressão verbal e física
§  ALucinações e delírios
§  Incapacidade para convívio social autônomo
§  Perde-se com facilidade, tendência a fugir ou perambular pela casa
§  Inicia perda do controle da bexiga

Fase avançada

§  A fala torna-se monossilábica e, mais tarde, desaparece
§  Continua delirando
§  Transtornos emocionais e de comportamento
§  Perda do controle da bexiga e do intestino
§  Piora da marcha, tendendo a ficar mais assentado ou no leito
§  Enriquecimento das articulações
§  Dificuldade para engolir alimentos, evoluindo para uso de sonda enteral ou gastrostomia (sonda do estômago)
§  Morte.

extraido: www.alzheimermed.com.br/editor-medico
obs. conteúdo meramente informativo procure o seu médico
abs,
Carla

{Pesquisas} Google desenvolve lente de contato inteligente para diabéticos

Fonte : O Globo
lentes

{Pesquisas} Google desenvolve lente de contato inteligente para diabéticos


SAN FRANCISCO e RIO - Esqueça o Google Glass - a empresa de internet desenvolve no momento uma tecnologia “vestível” para os olhos muito mais complexa e útil para os usuários. A Google informou na quinta-feira que está testando um novo método para que diabéticos monitorem seus níveis de açúcar no sangue usando uma lente de contato equipada com microchips e uma antena.

A empresa disse que um protótipo de sua lente de contato inteligente é capaz de gerar uma leitura do nível de glicose de uma lágrima a cada segundo, com o potencial de substituir a necessidade que pacientes com diabetes têm de furar os dedos para testes com gotas de sangue ao longo do dia.
As versões em miniatura do chip wireless e o monitor de glicose do aparelho ficam localizadas entre as duas camadas das lentes. A companhia também contou que planeja introduzir no equipamento lâmpadas de LED minúscula que se acenderiam para indicar que o nível de glicose recomendado foi ultrapassado.

“Estamos conversando com a Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, em inglês), mas ainda há muito trabalho à frente para transformar essa tecnologia em um sistema que as pessoas possam usar”, disse a Google em publicação no seu blog oficial. “Estamos ainda no estágio inicial dessa tecnologia, mas já concluímos uma série de estudos médicos que ajudarão a refinar nosso protótipo.”
A empresa disse que planeja encontrar parceiros “que são especialistas em levar produtos como este ao mercado”.

Leia mais sobre esse assunto em:
 http://oglobo.globo.com/tecnologia/google-desenvolve-lente-de-contato-inteligente-para-diabeticos-11327369#ixzz2qlFwGKT3
© 1996 - 2014. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

QUAIS SÃO OS EFEITOS DO DIABETES NOS RINS?

QUAIS SÃO OS EFEITOS DO DIABETES NOS RINS?
O efeito mais comum do diabetes nos rins é a nefropatia diabética.
Apesar do nome feio, este é um termo genérico para a deteriorização do funcionamento normal dos rins. Ao longo do tempo, cerca de 40% dos diabéticos terão um probleminha ou outro com seus rins, e portanto estarão com nefropatia.
Se não for bem cuidada, a nefropatia pode acabar em falência renal, e então não há opção a não ser realizar um transplante ou diálises constantes. A boa notícia é que demora cerca de 20 anos para que uma nefropatia evolua até a falência renal, o que fornece bastante tempo para se identificar e tratar a doença!
A causa da nefropatia é, basicamente, hipertensão (ou pressão alta). Diabéticos são mais propensos a serem hipertensos, então para eles é fundamental checar e controlar sempre a pressão sangüínea, além de serem super cuidadosos com a administração do diabetes em si.
Uma complicação chata das nefropatias é que os sintomas costumam aparecer tarde demais, quando a doença já está em estágio avançado. Por isso, é recomendado que diabéticos façam exames uma vez por ano para checar a quantas anda seus rins. Basta um simples exame de urina para detectar nefropatias. De qualquer maneira, os sintomas mais comuns são:
§  Inchaço dos membros inferiores (tornozelos, pés, pernas) e das mãos, por causa da retenção de água
§  Falta de ar ao realizar atividades corriqueiras, como subir uma escada
§  Urina mais escura que o normal, devido a sangue
§  Cansaço
§  Náusea e vômitos
 obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
fonte:http://www.diabeticool.com/perguntas-respostas/quais-sao-os-efeitos-do-diabetes-no-corpo-humano/

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

I Simpósio Internacional de Tratamento Multidisciplinar de Uro-oncologia- 14/02

I Simpósio Internacional de Tratamento Multidisciplinar de Uro-oncologia

14 e 15 de Fevereiro de 2014

Sobre o evento

Com a presença de experts internacionais e nacionais, o evento discutirá temas e atualizações relacionados a câncer de próstata, bexiga, rim e testículos, com abordagem multidisciplinar e ampla discussão de casos, bem como temas controversos dentro da especialidade. Destaques do ASCO GU 2014.

14 e 15 de Fevereiro de 2014

Carga-horária: 13 horas
Vagas: 400 vagas
categoriaAté 07/02/2014No local
MédicosR$ 450,00R$ 510,00
Médicos das Sociedades ApoiadorasR$ 360,00R$ 415,00
Médicos HIAER$ 290,00R$ 330,00
Profissionais da SaúdeR$ 230,00R$ 270,00
Residentes e Pós-graduandosR$ 180,00R$ 210,00
Pós-graduandos HIAER$ 140,00R$ 170,00
Inscrições online
  

Público alvo
Médicos urologistas, radioterapeutas e oncologistas clínicos; médicos residentes das três áreas; estudantes de medicina e equipe multiprofissional.
Pontuação

Será solicitada pontuação na Comissão Nacional de Acreditação.
Programa de Educação Continuada do Hospital Israelita Albert Einstein
Programa de Educação Médica Continuada do Hospital Israelita Albert Einstein
Inscrições
As inscrições deverão ser feitas até o dia 07 de fevereiro de 2014.
CERTIFICADO ONLINE
O link para emissão do certificado online será disponibilizado no e-mail cadastrado na inscrição sete dias úteis após a realização do evento. Não haverá emissão de certificado impresso.
Formas de Pagamento
O pagamento deverá ser efetuado via boleto bancário à vista ou cartão de crédito (Visa, Mastercard ou American Express) parcelado em até seis vezes, sem juros. 
Só haverá inscrição no local do evento mediante disponibilidade de vagas. Se houver, o pagamento será por cheque, dinheiro ou cartão de crédito.
Regras de Cancelamento
Somente serão aceitos cancelamentos formalizados através do e-mail eventoscientificos@einstein.br até 15 dias antes da realização. O reembolso será de 80% do valor investido, no prazo de 30 dias, a partir da data entrega de toda a documentação necessária. Após esta data não haverá ressarcimento.
Substituições
Somente serão aceitos pedidos de substituições formalizados através do e-mail eventoscientificos@einstein.br até o dia 15 dias antes da realização.

Patrocinadores


Apoio
 
Realização
 



















obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla

28 sex Dia Mundial da Doença Rara

Quais são os efeitos do diabetes no corpo human?


Pode-se dizer com convicção: quanto melhor e mais cedo o diabetes for tratado, menos efeitos ele terá sobre o corpo. Caso o diabetes seja muito bem controlado, é bem possível que nenhum efeito negativo seja sentido!
Porém, uma administração relaxada ou tardia da doença acarreta conseqüências bastante sérias. Elas costumam aparecer a longo prazo, gerando grandes danos. Vasos sangüíneos e nervos são alvos primários, porém o organismo inteiro pode sentir os efeitos do diabetes.
Os efeitos danosos de longo prazo do diabetes são conhecidos como complicações do diabetes. Caso uma pessoa com diabetes controle com cuidado sua glicemia, nível de colesterol e pressão sangüínea, ela pode escapar destas complicações sem maiores problemas. Outros fatores que ajudam a fugir das complicações diabéticas são: evitar fumar e beber álcool em demasia, praticar exercícios físicos regularmente e adotar uma dieta saudável.

Vejamos agora alguns conhecidos e comuns efeitos do diabetes mal cuidado em alguns órgãos do corpo.

retinopatia diabetica material didatico

QUAIS SÃO OS EFEITOS DO DIABETES NOS OLHOS?

O efeito mais comum do diabetes nos olhos é a retinopatia diabética.
A retinopatia é uma doença séria que, quando não tratada, pode levar à cegueira ou descolamento da retina. Ela acontece devido a danos nos vasos sangüíneos próximos à retina (daí o nome da doença), que incham e extravasam sangue. O diabetes, com suas altas taxas de açúcar na corrente sangüínea, e a pressão alta são fatores de risco para que a retinopatia ocorra.
Em termos um pouquinho mais detalhados: a retinopatia diabética atinge aretina, que é a região inteira dos olhos que percebe a luz, e a mácula, uma pequena porção central da retina essencial à visão nítida. Existem dois estágios da retinopatia. No primeiro, chamado de não-proliferativo, o maior problema é o edema macular. Isto ocorre quando vasos sangüíneos da região começam a apresentar porções mais “fracas”, nas quais há vazamento de sangue, resultando em uma visão embaçada (como mostra a figura acima). No segundo estágio, chamado de retinopatia diabética proliferativa, o maior risco é o de perda severa de visão. Ela decorre de vasos sangüíneos anormais que crescem na retina e podem encher o olho de sangue, formar tecido cicatricial e estimular o seu deslocamento.

É fundamental que quem tenha diabetes controle cuidadosamente sua taxa de açúcar no sangue, e também sua pressão. A retinopatia é uma doença de avanço lento, então ela geralmente ocorre em pessoas com diabetes que passaram vários anos não tratando direito da sua saúde. Tanto isto é verdade que os risco de adquirir a doença são de 5% se a pessoa for diabética há até 3 anos, e pulam para 80% em quem tem diabetes há mais de 15 anos. Todavia, quando a glicemia é tratada de maneira extremamente cuidadosa e intensa, os riscos de desenvolver retinopatia caem até 76%!
Os sintomas aos quais deve-se atentar são:
§  Visão embaçada
§  Dores nos olhos
§  Perda de visão
§  Perda de visão noturna
§  Visão dupla
§  Mudanças repentinas na visão
§  Enxergar pontos negros
Caso acredite ter algum destes sintomas, não deixe de consultar o oftalmologista em breve!
Quais são as outras complicações oculares do diabetes?
Além da retinopatia, quem está com diabetes e não se cuida corretamente é mais propenso a adquirir outras duas condições nos olhos: a catarata e o glaucoma.
A catarata é o “embaçamento” da lente ocular, o que impede a luz de chegar corretamente ao fundo dos olhos. Com isso, a visão fica embaçada e perde a nitidez. Diabéticos são 60% mais propensos a desenvolver a doença, e isto costuma acontecer mais cedo durante a vida do que o normal. Quanto ao glaucoma, diabéticos têm risco 40% maior de contrair a doença – e uma forma mais severa dela, chamada “glaucoma neovascular”, também é mais encontrado neste grupo. O glaucoma é caracterizado por danos ao nervo óptico, decorrentes do aumento na pressão de fluidos intraoculares.




nefropatia diabetica material didatico
obs, conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
fonte:http://www.diabeticool.com/perguntas-respostas/quais-sao-os-efeitos-do-diabetes-no-corpo-humano/