sábado, 30 de agosto de 2014

Tipos de Câncer Infantil - Leucemias

Leucemias

As leucemias são o tipo de câncer infantil mais comum em menores de 15 anos na maioria das populações, correspondendo entre 25% e 35% de todos os tipos. 
Para que a leucemia possa ser melhor entendida, é importante compreender  a  função,  composição  e  atividade  de  crescimento  normal  de células sangüíneas.
Sangue normal e sua composição: O sangue é constituído por alguns tipos de células, produzidas na medula dos ossos. Os três principais tipos de células sangüíneas são:
Glóbulos Vermelhos (Hemácias ou Eritrócitos): Contém hemoglobina, que é uma  proteína  rica  em  ferro. Absorve oxigênio, quando passa pelos pulmões e o distribui para diferentes órgãos e tecidos no corpo. A redução dessa proteína causa anemia que se manifesta por tonteira, fraqueza, sonolência, dor de cabeça, irritabilidade, respiração acelerada e palpitação.

Plaquetas: São pequenas células em forma de disco que ajudam a coagulação sangüínea. As plaquetas previnem  o  sangramento  anormal  ou  excessivo,  e  sua  falta, portanto, pode causar hemorragia.

Glóbulos Brancos (Leucócitos): Os três principais tipos de glóbulos brancos são os granulócitos, monócitos e linfócitos. Os glóbulos brancos são importantes no combate às infecções.

Monócitos - defendem o corpo contra a infecção.

Granulócitos - incluem os neutrófilos, os eosinófilos e os basófilos.  Os neutrófilos são as células predominantes, constituindo aproximadamente 60% dos glóbulos  brancos  circulantes.  Eles combatem a infecção e aumentam rapidamente a sua quantidade para engolfar e destruir as substâncias estranhas. Os granulócitos morrem e são ingeridos pelos monócitos.  Os eosinófilos e basófilos também combatem as infecções.

Linfócitos - São constituídos por três tipos (Linfócitos T, B e NK), atuam na regulação da resposta imunológica. As células T e NK são um subconjunto de aniquiladores naturais  que  atacam  as  células  infectadas  por  vírus  e  células malignas. As células tipo B produzem e liberam anticorpos, que protegem o organismo de agentes causadores da infecção.

O termo leucemia deriva do grego e significa "sangue branco". A leucemia é uma doença maligna dos glóbulos brancos (leucócitos), geralmente, de origem desconhecida. Tem como principal característica o acúmulo de células jovens anormais na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais. A medula é o local de formação das células sanguíneas e ocupa a cavidade dos ossos, sendo popularmente conhecida por tutano.

Alguns órgãos vitais como baço e fígado são prejudicados pelas células leucêmicas que circulam pelo sangue interferindo na função e fazendo com que esses órgãos aumentem de tamanho.

O tratamento consiste em um dos relatos de maior sucesso. Combinações de drogas quimioterápicas, a adição de esquemas de manutenção e o tratamento profilático de doença do sistema nervoso central melhoraram significativamente a sobrevida. Inúmeros fatores foram responsáveis por esta melhora, incluindo o conhecimento profundo da biologia celular, que permitiu direcionar a escolha das drogas, o tratamento de suporte, a experiência clínica da instituição e a padronização de protocolos. 
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://sobope.org.br/apex/f?p=106:13:16246292975201::NO::DFL_PAGE_ID:322

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla