sexta-feira, 7 de junho de 2013

Cálculo Renal

Cálculo Renal, cálculo urinário, pedra nos rins, litíase, nefrolitíase, ou urolitíase é um dos problemas urológicos mais doloridos e, infelizmente, também um dos mais comuns. O nome mais popular pelo qual os calculos renais são chamados é pedras nos rins. Um problema causado por disfunções metabólicas que além de ser muito comum, ainda possui uma grande taxa de recorrência.

Existe prevenção para calculo renal?

Sim, entretanto, uma vez tido um calculo renal, a pessoa sempre estará susceptível à formação de novos calculos.


A ingestão de aproximadamente dois ou três litros de água por dia pode ajudar a impedir que novos cálculos renais se formem.

Deve-se lembrar que a melhor forma de saber da saúde dos seus rins é consultando um UROLOGISTA ou NEFROLOGISTA e realizando exames. Muito cuidado porém quando escolher o profissional da saúde que vai lhe atender. Sempre que possível procure um médico que seja de sua confiança, pois no caso de calculos renais, não basta encaminhar o paciente para uma litotripsia que é extremamente rentável ao invés de realmente avaliar as melhores soluções e buscar uma alternativa menos agressiva ao organismo. Em alguns casos a litotripsia pode ser mesmo a melhor opção de tratamento, mas não em todos os casos como pregam alguns profissionais de saúde.

 

O que é cólica renal, e quais são as suas características?

A dor do calculo renal é muito forte, tipo cólicaou aperto, aguda, ou seja, súbita, e cíclica. É uma dor lombar alta, unilateral, podendo irradiar para flanco (região lateral do abdome), pela pelve e grandes lábios na mulher ou testículo nos homens.


A dor na maioria das vezes é intolerável, realmente intensa, muitos médicos afirmam que provavelmente seja a dor de maior intensidade.

É importante salientar que a posição ou o movimento do corpo não influem no aparecimento nem na intensidade dessa dor.

Alguns sintomas podem estar associados àcólica renal, o principal deles é o vômito seguide sangue na urina, febre e dor ao urinar.



Como as pedras nos rins podem ser detectadas?

A pedra no rim pode ser assintomática, reconhecida somente em exames ocasionais. Na maioria das vezes, a pedra no rim se apresenta com manifestação de dor, cólica e hematúria. Muitas vezes, os cálculos podem obstruir a via urinária. A cólica renal é o sintoma agudo de dor severa, que pode requerer tratamento com analgésicos potentes. Geralmente, a cólica está associada a náuseas, vômitos, agitação. A cólica inicia quase sempre na região lombar, irradiando-se para a fossa ilíaca, testículos e vagina. No sedimento urinário, pode-se observar hematúria que, com a dor em cólica, nos permite pensar na passagem de um cálculo. A investigação clínica, na fase aguda, inclui além do exame comum de urina, um RX simples de abdômen e uma ecografia abdominal.



O consumo de leite (e seus derivados) pode causar cálculo renal?

Não. A presença de cálculos de oxalato de cálcio está mais relacionada a um distúrbio na capacidade de reabsorção de cálcio pelo rim (hipercalciuria idiopatica), e não à excesso de cálcio no organismo. É um erro comum do leigo fazer uma alimentação hipocalcica. O consumo de leite e seus derivados deve ser normal, sem nenhum tipo de restrição.

fonte:http://www.osrins.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla