sexta-feira, 7 de junho de 2013

Hemodiálise em Grávidas

Saiba se é possível  e quais são os riscos da gravidez em  pacientes  com a doença  renal.



História de uma paciente embora rara a gravidez é possível em mulheres em tratamento dialítico o diagnóstico de gravidez em uma paciente renal eleva o risco de partos prematuros geralmente as mulheres em diálise não podem engravidar pois o tratamento altera o ciclo menstrual mas algumas continuam a ter o ciclo menstrual normal e têm a possibilidade de engravidar rosangela de melo jacowatz 32 anos faz hemodiálise há 10 anos na clínica de hemodiálise ulisses conveniada a fundação pró-renal descobriu que tinha problema nos rins na primeira gestação pois não estava sentindo-se bem e foi agradeço a deus por ter meus lhos submetida a exames e detectou que tinha a doença seu primeiro lho está hoje com 10 anos e a segunda com 5 anos para rosangela hoje lidar com a doença é normal no início foi um pouco difícil na primeira gravidez era cansativo pois tinha que fazer o tratamento de segunda a sábado sua rotina teve que mudar como alimentação remédios hábitos do dia a dia hoje rosangela tem os dois lhos saudáveis e quando está na hemodiálise os lhos estão na escola agradeço a deus por ter meus lhos e pelo tratamento que recebo disse rosangela palavra do especialista em entrevista o dr sérgio bucharles médico nefrologista explicou sobre os casos da doença renal em mulheres grávidas inforenal É frequente a gravidez em mulheres jovens que estão em tratamento dialítico dr sérgio não a gestação em mulheres portadoras de doença renal crônica em tratamento por diálise não é frequente em função da irregularidade de ciclos menstruais que as mulheres jovens com drc avançada experimentam contudo muitas delas continuam ovulando ocasionalmente e se medidas contraceptivas em mulheres sexualmente ativas não foram tomadas uma gestação pode ocorrer inforenal quais são os riscos para a paciente e quais são os riscos para a criança dr sérgio uma gestação em paciente portadora de drc é sempre de risco especialmente por complicações relacionadas ao surgimento de doença hipertensiva especíca da gravidez préeclâmpsia ou mesmo eclampsia ou agravamento de uma situação de hipertensão prévia aumentando o risco de um evento cardiovascular outras complicações vericadas frequentemente são a presença de parto prematuro nascimento antes de completar 38 semanas de gestação retardo de crescimento intra-uterino do feto e mesmo perda fetal antes da 20ª semana de gestação aborto nestas situações um bom entrosamento entre a equipe de nefrologia e a de obstetrícia é fundamental para evitar estas complicações ou tratádr sérgio bucharles las adequadamente no médico nefrologista tempo hábil inforenal o que muda na sessão de hemodiálise hd durante a gravidez dr sérgio em geral uma paciente gestante em hemodiálise deve ser submetida as sessões de hemodiálise 5 vezes por semana pelo menos e preferencialmente sem heparinização a ideia é manter a paciente com excelente controle de volemia e de pressão arterial todo esforço deve ser feito para evitar fenômenos hipotensivos durante as sessões de hemodiálise pacientes em diálise peritoneal dp podem ser mantidas nesta modalidade de tratamento até a 20ª semana de gestação e a partir deste momento é comum a necessidade de mudança para hemodiálise hd em geral deve-se evitar gestações enquanto a paciente estiver recebendo tratamento dialítico pois o risco materno-fetal é elevadíssimo e as complicações podem resultar na morte de ambos mãe e criança caso ocorra a gestação levar muito a sério seu tratamento seguindo todas as recomendações da equipe de saúde dr sérgio bucharles a pró-renal precisa da sua solidariedade.
 
fonte:www.pro-renal.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla