Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sábado, 23 de maio de 2015

Hospital treina funcionários para atender melhor aos idosos


EDISON VEIGA
07 Maio 2015 | 08:00

Iniciativa inédita capacitou 7 mil pessoas desde o início do ano


Foto: Márcio Fernandes/ Estadão
Foto: Márcio Fernandes/ Estadão





Escrever o nome em uma ficha usando grossas luvas de borracha. Caminhar por um corredor com alto degrau – tendo o chão forrado de brita. Ouvir um chamado com um volume muito baixo. Usar andador, muletas e bengalas. Nas últimas semanas, os 7 mil funcionários do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) experimentaram essas sensações, em um inédito treinamento para que eles se sensibilizem com as dificuldades enfrentadas pelos idosos – que representam 60% das internações realizadas no Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), na capital paulista.
A iniciativa serviu para que os agentes da instituição compreendam melhor as diferentes maneiras de prestar atendimento a esse público. “A compreensão que os profissionais de saúde têm, principalmente do público idoso, interfere diretamente na maneira como a assistência é prestada”, comenta o superintendente do Iamspe, Latif Abrão Junior. “Sendo assim, é preciso possibilitar que vivenciem esta fase da vida para que a compreendam e possam atender e tratar as condições que afligem a pessoa idosa, estimulando-as e capacitando-as para um envelhecimento ativo e saudável.”
Pelo treinamento, os funcionários experimentaram dificuldades de visão, locomoção, audição e paladar – além, é claro, das doenças típicas de quem tem idade avançada. “Como profissional, a gente imagina que entende o lado do outro. Mas depois dessa experiência, vi que nem sempre é assim”, comenta a enfermeira Patricia Orlandeli Mendonça Amaral, de 32 anos. “Até comentei com os colegas: na próxima vez que um idoso estiver demorando na minha frente, não vou mais perder a paciência.”
Foto: Márcio Fernandes/ Estadão
Foto: Márcio Fernandes/ Estadão
“De certa maneira, já estamos sensibilizados com o idoso por conta do nosso dia a dia. Mas só participando da oficina é que conseguimos entender realmente o quão difícil é para esse público executar as tarefas mínimas do dia a dia”, ressalta o médico infectologista e acupunturista Marco Broitman, de 40 anos, gerente clínico do HSPE. “Ao caminhar na brita, por exemplo, podemos perceber a dificuldade de mobilidade do idoso – e o quanto costumamos minimizar essa dificuldade. Depois da experiência, entendemos que o problema é realmente impactante.”
Circuito. Cada funcionário foi convidado a percorrer um circuito – a atividade durou cerca de 15 minutos, por pessoa. Ali, tiveram de andar sobre a brita com um pé só, usando andadores, muletas e bengala. Também precisaram preencher um formulário com palavras impressas de forma embaçada, dificultando a visão. Recebiam a instrução de um médico, mas em um volume muito baixo, para que não conseguissem ouvir direito. Para exemplificar aos funcionários a dificuldade de olfato e paladar, que muitas vezes leva o idoso a colocar mais sal e açúcar na comida, expondo-o a problemas como hipertensão e diabetes, a equipe de nutrição do Iamspe preparou um composto que parecia uma gelatina de morango, mas que não tinha gosto, nem cheiro. Vestindo uma luva de borracha grossa, o participante também precisou escrever o seu nome em uma lista de presença.
A iniciativa do Iamspe teve como objetivo conquistar o selo Hospital Amigo do Idoso, lançado pelo governo do Estado e que será entregue a instituições públicas e privadas que implantarem rotinas de assistência especializada à pessoa idosa. O Hospital do Servidor Estadual quer ser o primeiro a receber o selo. Uma das exigências do selo é que a instituição aprimore seus conceitos e valores para o cuidado da pessoa idosa.
Foto: Márcio Fernandes/ Estadão
Foto: Márcio Fernandes/ Estadão
Seguradora tem projeto semelhante, voltado aos porteiros
Estão abertas as inscrições para a segunda turma do programa Porteiro Amigo do Idoso, iniciativa do Grupo Bradesco Seguros com o objetivo de sensibilizar funcionários de condomínios residenciais de São Paulo para o atendimento aos idosos – moradores ou visitantes dos prédios. Grátis, as aulas acontecem de 12 a 14 de maio, das 13h às 18h, no Jardim Paulista. Interessados precisam se inscreverneste site.
As aulas da primeira turma foram concluídas em 30 de abril. Serão mais oito treinamentos, até o fim do ano.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://sao-paulo.estadao.com.br/blogs/edison-veiga/hospital-treina-funcionarios-para-atender-melhor-aos-idosos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla