terça-feira, 2 de junho de 2015

16 hábitos diários que previnem a obesidade infantil

Mesmo com "mudanças saudáveis", cardápios permanecem muito calóricos

POR MINHA VIDA ATUALIZADO EM 15/05/2015

Recentemente, a rede de fast food Mc Donald's anunciou alterações em seu cardápio com o objetivo de torná-lo mais saudável. O primeiro produto modificado foi o Mc Lanche Feliz. Além de reduzir seu valor calórico em cerca de 20%, passando a ter menos de 600 calorias, ele também substituirá mais da metade da porção de batatas fritas por maçãs sem adição de açúcar. Por fim, o novo cardápio, que tem previsão de início em setembro nos Estados Unidos, reduzirá a quantidade de sal e açúcar em pães, nuggets e ketchup.

Ainda assim, segundo a nutricionista chefe da equipe DIETAe Saúde Roberta Stella, embora a alteração tenha sido muito positiva, a refeição continua pouco saudável. Ela pontua também que é função dos pais e não dos restaurantes oferecer uma dieta balanceada a seus filhos. "Desde cedo as crianças devem aprender que comer fora de casa pode ser saudável e divertido", explica. Conheça a seguir outros hábitos que ajudam seus filhos a ter uma alimentação mais saudável, diminuindo as chances de desenvolver aOBESIDADE infantil:




Hora certa de comer - Getty Images
A criança deve comer cinco ou seis refeições (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia) em locais apropriados e horários pré-estabelecidos.




Guloseimas - Getty ImagesAs guloseimas não devem ser proibidas, mas sim oferecidas em porções controladas, por exemplo, um pacotinho com três bolachas recheadas. Não se esqueça de não deixar as guloseimas ao alcance da criança. 

Doces - Getty ImagesEvitar consumo excessivo de salgadinhos, frituras, refrigerantes, doces e guloseimas em geral, limitando o uso destes a 1x/semana no máximo. 

Legumes e crianças - Getty ImagesSempre tenha em casa legumes, verduras, salada, frutas, iogurtes, cereais matinais e sucos naturais. 

Refeições fracionadas - Getty ImagesAjude as refeições fracionadas a virar rotina do seu filho, diminuindo assim o volume dos alimentos ingeridos nas refeições principais. 

Saladas - Getty ImagesEstimule o uso de saladas cruas. Para torná-la mais atrativa acrescente complementos como kani kama, atum ou queijos magros. Uma boa dica é montar pratos de saladas bem coloridos e variados, ou seja, que sejam atrativos para as crianças. 

Produtos integrais - Getty ImagesPasse a usar mais produtos integrais, diminuindo a quantidade dos refinados.

Comer bebendo suco - Getty ImagesSubstitua os refrigerantes por sucos naturais e não deixe que a ingestão de líquidos junto às refeições, seja maior que 250 ml.
Açúcar em bebidas - Getty ImagesProcure não adoçar sucos, deixe que a criança crie o hábito em não precisar deste complemento nada saudável ao suco. 
Doces como recompensa - Getty ImagesNunca use doces e guloseimas como recompensas. 

Comer vendo TV - Getty ImagesEvite que as refeições sejam feitas em frente à TV ou computador. 

Repetir o prato - Getty ImagesNão insista que a criança raspe o prato, caso já esteja satisfeita e evite o hábito de repetir mais um pouquinho.
    Elogie seu filho - Getty ImagesElogie seu filho ao perceber que ele está levando a sério sua nova maneira de se alimentar. Também ofereça prêmios a cada nova conquista! (Mas o prêmio não pode estar ligado a alimentos). 

    Quantidade de alimentos - Getty ImagesDiminua gradativamente a quantidade de alimentos, se esse for o motivo do ganho de peso
    Fast food saudável - Getty ImagesSe for comer em fast-foods (no máximo uma vez por semana), ajude seu filho a escolher opções saudáveis. Por exemplo, um suco de fruta no lugar dorefrigerante. Ou comida japonesa em vez da pizza e do hambúrguer. 

    Criança no supermercado - Getty ImagesLeve a criança ao supermercado ou hortifruti para que desperte a vontade e escolha opções saudáveis de alimentos. 

    obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
    abs,
    Carla
    extraído:http://www.minhavida.com.br/familia/galerias/13606-16-habitos-diarios-que-previnem-a-obesidade-infantil/16

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
    bjs, Carla