Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sábado, 5 de agosto de 2017

LÚPUS: POR QUE O PACIENTE DEVE EVITAR EXPOSIÇÃO SOLAR?

Juliana Conte

A exposição solar desencadeia uma reação inflamatória no organismo do paciente com lúpus que pode afetar estruturas como articulações, cérebro e rins. Saiba como se proteger

lúpus é um doença inflamatória e crônica de origem autoimune, cujos sintomas podem surgir em diversos órgãos de forma lenta e progressiva. Uma das recomendações cruciais dos reumatologistas aos pacientes é o cuidado em relação à exposição solar.

O que se sabe é que cerca de 30% a 40% das pessoas que têm a doença apresentam maior sensibilidade aos raios ultravioletas, que, muitas vezes, geram o surgimento de novas lesões na pele e crises de atividade do lúpus (o sol, nesse caso, funciona como gatilho).
Basta notar que quando o paciente fica exposto à luz solar por horas seguidas e sem proteção, sua pele fica avermelhada (no rosto, são visíveis lesões com o formato de asa de borboleta). Isso ocorre porque o sol promove uma reação imunológica no organismo, tornando a pessoa com lúpus extremamente fotossensível.
“Orientamos que os pacientes com a doença sempre utilizem bloqueadores solares fator 30 quando saírem às ruas. Mesmo se o dia estiver nublado, é preciso usar o produto. O importante é impedir que surja o processo inflamatório; quando a pele já está avermelhada e com certo prurido, é sinal de que a inflamação já começou”, destaca Eduardo Borba, professor doutor de reumatologia da USP.
Mas atenção: a exposição solar desencadeia uma reação inflamatória que pode afetar não apenas a pele, mas estruturas como articulações, cérebro e rins. Dessa maneira, a exposição à luz do sol pode comprometer todos os órgãos envolvidos na doença (https://drauziovarella.com.br/videos/orgaos-mais-acometidos-pelo-lupus/)
O paciente com lúpus pode frequentar a praia, mas é necessário um cuidado redobrado com o corpo. Veja as orientações do dr. Eduardo:
* Sempre utilize bloqueadores solares com fator mínimo de proteção número 30. Reaplique a cada duas ou três horas, com antecedência de 15 a 30 minutos antes da exposição ao sol. Lembre que os raios UV são mais intensos entre 10 e 15 horas;
* A dica é passar o equivalente a uma colher de chá de protetor no rosto, braços e pescoço;
Leia também: Saiba como se proteger do sol (https://drauziovarella.com.br/cancer/protecao-solar-ideal-nao-e-possivel-apenas-com-bloqueadores/)
* O uso de óculos escuros, com 99% a 100% de proteção, ajuda a prevenir problemas na região dos olhos que podem afetar os portadores de lúpus. Não se esqueça de utilizar chapéus, principalmente se estiver na rua, praia ou campo;
* A prática de atividade física é muito importante para controlar e estabilizar a doença, além de fornecer resistência aos portadores. Dica: se você for adepto de caminhada ou corrida, saia cedo de casa. Evite exposição solar depois das 10 da manhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla