Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




segunda-feira, 20 de maio de 2013

ALZHEIMER - QUANDO A PESSOA IDOSA SE PERDE OU FOGE

•Se a pessoa idosa com Alzheimer começou com este comportamento subitamente, pois não é um comportamento comum a ele, faça uma consulta médica, em busca de uma explicação possível, ou até um problema de saúde.



•Não está com fome, sede, frio, calor? Pergunte! Fazer com que sua casa, seu ambiente seja o mais seguro possível. Ponha grades nas janelas, grades nas escadas, boas cercas nos quintais, fechaduras complicadas e eficientes nas portas, considere colocar alarmes. Não o ponha em condições de fugir: roupas inadequadas para sair, esconda os sapatos, não dê as chaves.

...

•Às vezes, ele não foge, ele se perde. Sinalize bem a sua casa, deixe o ambiente o mais familiar possível: retratos de toda a família pela casa, objetos pessoais de estima à mostra, sinalize o banheiro, o quarto, a cozinha. Evite que o seu ambiente seja confuso, barulhento e agitado, com muitas pessoas.



•Encoraje a caminhada e o exercício. Distraia o idoso com conversa, atividades, comida, mostrar álbuns de família (ajuda a acalmar e a melhorar a memória).



•Faça identificação em suas roupas, escrevendo em um cartão ou na própria roupa, o nome e endereço, telefone e um agradecimento pela ajuda. Pode ser também um bracelete ou um colar para identificação.



•Comunique a situação do idoso demente com os vizinhos, com o porteiro do prédio, os familiares mais distantes, e se necessário e útil, até com a polícia. Considere o uso de medicação: poder ser útil, mas pode trazer reações indesejáveis. Converse com o seu médico.

extraído:www.cuidardeidosos.com.br/facebook



•Finalmente, converse com o idoso, fale pausada e calmamente, sorrindo em tom de ajuda, orientando-o. Mostre o seu quarto, suas coisas, o banheiro, a cozinha. Diga que gosta dele, que não o quer ver saindo sozinho. Distraia o idoso. Procure dar ocupações ao idoso, na medida de sua capacidade.Ver mais

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla