Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sábado, 25 de maio de 2013

Novela que fala de Lúpus “Amor à vida”

Novela que fala de Lúpus “Amor à vida”


Tony MadureiraemLÚPUS, Um blogue sobre a doença -


Klara Castanho fala sobre sua nova missão: viver a Paulinha de 'Amor à Vida', que foi jogada no lixo pelo tio, criada sem conhecer a própria mãe e será diagnosticada com lúpus no decorrer da trama

Klara Castanho tem apenas 12 anos, mas se diz pronta para o desafio que vem nos próximos capítulos de Amor à Vida, da Globo. Se não bastasse o drama familiar de Paulinha – a personagem da atriz foi abandonada no lixo pelo próprio tio, o vilão Félix (Mateus Solano), e criada por Bruno (Malvino Salvador) sem ter tido a chance de conhecer a mãe, Paloma (Paolla Oliveira) – ela agora será diagnosticada com lúpus e precisará de um transplante de fígado.



“Estou me preparando desde já. Eu e a Paolla falamos que vai faltar água do nosso corpo de tanto chorar nessa novela”, diz Klara à CARAS Online. “É uma trama complicada, diferente de tudo que fiz e provavelmente vou fazer. Exige uma maturidade para saber lidar com a doença, para saber que aquilo ali é ficção. Meus pais me ajudam muito com isso”, conta.


Marina Ruy Barbosa pode ficar careca em 'Amor à Vida': ‘Se precisar, vou cortar’


Esse não é o primeiro papel polêmico de Klara. Quando tinha oito anos, ela estreou na Globo fazendo uma vilã em Viver a Vida. Na época, os pais da atriz levaram a filha para ter acompanhamento psicológico. “Os psicólogos me explicaram que os ‘mundos’ eram diferentes. Que ali na novela era uma coisa e minha vida era outra”, lembra.


Com tanto drama na ficção, a atriz diz que não tem uma técnica específica para as cenas de choro. “A história me faz chorar, depois que saio dali volto ao normal. É o momento, o texto e a situação que me emocionam”, fala.


‘Passei o resto do dia com vontade de chorar’, diz Malvino Salvador sobre cenas de ‘Amor à Vida’

Para a menina tudo ainda é uma brincadeira séria. “Não sinto pressão, é um hobby, uma coisa que gosto e me divirto fazendo”, conta ela, que é a caçula do elenco de Amor à Vida. “Voltei a ser o xodozinho de novo (risos)”.

Klara, que mora em São Bernardo (SP) com sua família, precisa se mudar para o Rio de Janeiro, onde fica o Projac, toda vez que começa a gravar uma novela nova. Mas ela está acostumada. Na escola, todo mundo a trata como uma criança ‘anônima’. “Ninguém na minha sala de aula vê novela (risos)”, revela.

Por: Renan Botelho

p.s:
Mais uma vez a telenovela vai fazer o papel de  levar ao conhecimento  e discussão uma doença crônica que é o Lúpus e espero que tratem com respeito e desmistifiquem a doença para outras pessoas possam compreender o que é  uma pessoa com Lúpus  e suas complicações  e nossas autoridades nem se preocupam...

extraído:http://tonymadureira.blogspot.com.br/2013/05/novela-que-fala-de-lupus-amor-vida.html

fonte http://caras.uol.com.br/especial/tv/post/klara-castanho-amor-a-vida-paulinha-lupus-cenas-choro-entrevista#image0mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla