domingo, 2 de abril de 2017

Exercitar-se 150 minutos por semana pode retardar doença de Parkinson



 
Fonte de imagem: Arbor Place Dementia Care
 
 
 
Estudo revela que praticar exercício físico durante pelo menos 2h30 por semana pode ajudar a abrandar a evolução da doença Parkinson.
 
Praticar exercício físico durante pelo menos 2h30 por semana pode ajudar as pessoas que sofrem com a doença de Parkinson ao melhorar a deficiência de mobilidade e a saúde ligada à qualidade de vida.
 
Esta é a conclusão de um estudo realizado por investigadores da Universidade Northwestern e do Instituto de Reabilitação de Chicago.
 
"Descobrimos que as pessoas com doença de Parkinson que mantinham 150 minutos por semana de exercício tiveram um menor declínio na qualidade de vida e na mobilidade ao longo de dois anos em comparação com as pessoas que não se exercitaram ou se exercitaram menos", destacou Miriam R. Rafferty, principal investigadora do estudo.
 
Segundo reporta o Indian Express, mesmo para as pessoas com sintomas mais avançados da doença, é importante encontrar um tipo de exercício de que gostem e manter a atividade.
 
 
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
 
Carla
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla