Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Minha amada mãe está hospitalizada em fase terminal da Doença de Alzheimer e como sempre e vai ser assim Deus tem me honrado sempre coloca anjos em seu caminho para te fortalecer, uma palavra amiga e assim foi nestes últimos 15 dias. Ontem recebendo a notícia da médica que os batimentos cardíacos e a pressão arterial da minha mãe estava bem mais fracos apareceu um anjo vestida de branco se titulando enfermeira supervisora de nome Fernanda foi no momento que fui embora chorando que ela declamou este poema que ela fez para um paciente com a Doença de Alzheimer. Obrigada, Deus e anjo Fernanda!!!







Eu tenho 85 anos,
As rugas em meu rosto e meus cabelos brancos
São as marcas que o tempo me deixou
Mas já fui jovem
Sem marca alguma em meu rosto
conquistei vitórias, fiz amigos
amei mulheres e fui amado por elas
construi família, chorei e me alegrei
mas o tempo passou...e..
hoje já sou velho

Vivo cercado de pessoas
mas sinto me sozinho em meu próprio mundo
Sei que ás vezes sou um peso
para meus filhos, meus parentes
pra mim mesmo
Minha memória está estranha
lembro me perfeitamente
das proezas de menino
mas olho meu filho e meu neto
e não sei quem eles são
Muitas vezes perco o controle ,
Grito, Xingo, ofendo e até mesmo agrido as pessoas
Depois eu me arrependo
e uma grande tristeza toma conta do meu ser
Para os médicos isto tudo tem um nome
É a doença de alzheimer
para mim é um desencontro
Sei que dou trabalhopara todos que me cercam
molho a cama, sujo o chão
ás vezes ouço alguém dizendo,
que voltei a ser criança


Eu ouço tudo calado
e no íntimo de meu ser
e fico a meditar
não voltei a ser criança
continuo sendo adulto
Continuo sendo homem
dependente, limitado..
mas ainda assim, um homem
Seja você quem for
não se esqueça disto que vou dizer
perdi a juventude, um pouco da saude
perdi a liberdade, perdi minhas lembranças
mas por favor,eu peço
não permita que eu perca
a minha dignidade.
fernanda/2013


Obrigada mãe por ter me dado a vida, me ensinado a generosidade que temos que ter compaixão pelas pessoas enfim obrigada por tudo AMO VOCÊ DEMAIS A GENTE SE ENCONTRA PARA UMA OUTRA FOLIA. SUA MISSÃO FOI CUMPRIDA COM MUITA LUZ E AMOR. BJS ETERNOS DE SUA FILHA MUITO MALUCA
CARLA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla