Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




domingo, 18 de junho de 2017

Cromo: O mineral que ajuda a controlar a vontade de comer doces





Normalmente, sentir vontade de comer doces não tem nada demais, certo?



Mas quando essa vontade se torna constante e, para você conseguir realizar suas atividades “em paz”, é essencial que mate esse desejo… Aí não tem nada de normal… É hora de parar e analisar o que está acontecendo.
Você sabia que um dos motivos pode ser a falta de Cromo no organismo?
Pois é verdade… O Mineral Cromo ajuda a regular as taxas de açúcar no sangue, evitando aqueles famosos picos de insulina, ou seja, evita a rápida elevação da glicose e assim, a liberação de insulina, seguidas por uma queda brusca da glicemia, fenômeno conhecido como hipoglicemia.
Em outras palavras, melhor dizendo, você come açúcar, fica bem disposto, mas pouco tempo depois está desanimado e com fome de novo, nada bom certo?

Qual a Função do Cromo?

Neste caso, o papel do cromo é garantir o equilíbrio da concentração de açúcar / glicose na corrente sanguínea, melhorando a captação de insulina pelas células.
Quando o trabalho da insulina é prejudicado as células não recebem glicose suficiente para gerarem energia, assim, o cérebro, ao perceber esta deficiência de energia, gera estímulos que aumentam a fome e a vontade de ingerir alimentos, principalmente aqueles que elevam rapidamente a glicemia, que são aqueles alimentos ricos em açúcar e carboidratos.

Perigo!

Esse tipo de comportamento gera um “ciclo vicioso” e a ingestão excessiva de carboidratos, em sua maioria de alto índice glicêmico, não só aumenta a propensão ao acúmulo de gordura na região abdominal, como prejudica o controle da diabetes e também a ação do cromo no organismo.
Infelizmente, o nosso corpo não é capaz de produzir cromo, sendo então um mineral essencial. Por isso, precisamos nos alimentar adequadamente para garantir sua presença no nosso organismo.

Quais alimentos são fonte de Cromo?

Podemos citar como alimentos ricos em cromo: Levedo de cevada, germe de trigo, arroz, cereais e grãos integrais, oleaginosas (castanhas), leguminosas (feijão, lentilha, soja), banana, pimenta do reino, ovos, ostras, pimentão verde, brócolis, espinafre, carne de boi e aves, queijos e cogumelos.

Cromo e Vitamina C

A absorção do cromo é potencializada com a ingestão simultânea de vitamina C, como as frutas cítricas: laranja, limão, lima e acerola.

O que prejudicam a absorção do Cromo?

A ingestão exagerada de doces, alimentos ricos em açúcares refinados e o uso frequente de antiácido também prejudicial à absorção do mineral.

Deficiência de Cromo

Ao mesmo tempo, o estresse emocional e o estresse oxidativo de atividades físicas podem aumentar a eliminação do mineral cromo do nosso organismo por meio da urina, causando a deficiência no mesmo no organismo.
Como o solo brasileiro é rico em cromo, a deficiência deste mineral na população brasileira é muito rara. E além da dieta tradicional, existem os suplementos, mas estes, antes de serem consumidos, devem ser recomendados por um profissional Médico ou Nutricionista, para evitar efeitos indesejáveis por conta de tratamentos desnecessários.

Recomendação Nutricional de Cromo

De acordo com o National Research Council a ingestão diária segura de cromo é estimada entre 50 e 200 microgramas do mineral. Mas novos dados apontam uma quantidade diária de 25 e 35 mcg/dia, para mulheres e homens, respectivamente.

Cromo em Excesso

Uma quantidade elevada deste mineral, na corrente sanguínea, pode levar ao comprometimento do estado nutricional do paciente, principalmente, quando relacionado ao Ferro, pois o cromo compete com o ferro pela ligação da transferrina, proteína responsável pelo transporte de ferro recém-absorvido da alimentação. E ainda, outros efeitos colaterais, como: dor de cabeça, náusea e diarreia são comuns.

Cromo e Diabetes

Uma dieta rica em Cromo é recomendada para todas as pessoas, mas para que possui Diabetes, principalmente, a tipo II pode se beneficiar mais.
A regulação da taxa de açúcar no sangue proporcionada pelo cromo ajudará, positivamente, o paciente no seu controle glicêmico, por meio do aumento da sensibilidade à insulina, já que a grande causa deste tipo de Diabetes é a resistência periférica a insulina gerada pela obesidade (acúmulo de gordura abdominal).
A alimentação fonte de cromo também favorece os pacientes com dislipidemias, o distúrbio que aumenta as taxas de lipídios (gorduras) no sangue.

Atenção!

Que fique claro: A vontade de comer doce não tem relação apenas com a falta de cromo no organismo. Os distúrbios emocionais como o estresse, depressão e ansiedade também podem aumentar, exageradamente, a vontade de consumir doces, como uma forma de recompensa e prazer da desta dor.


obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla

http://www.diabetesevoce.com.br/blog/diabetes-picolinato-de-cromo-e-a-vontade-de-comer-doce/







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla