Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




terça-feira, 13 de junho de 2017

Novo teste mede o progresso da Doença Neurodegenerativa de Huntington

Sábado, 10 de Junho de 2017

Fonte de imagem: Journal of Rare Diseases Research & Treatment


Num estudo publicado na revista científica Lancet, avança-se com um novo teste que prevê quando alguém está em risco de contrair a doença e é capaz de dizer com que rapidez o cérebro se vai degradar
A doença de Huntington, que é transmitida geneticamente, tem como sintomas movimentos involuntários e alterações de personalidade e comportamento que acabam por tornar os doentes completamente dependentes até ao fim da vida. Como danifica os músculos e afeta sistemas vitais, como o respiratório ou cardíaco, acaba por provocar a morte.
Uma equipa internacional de cientistas observou ao longo de três anos 200 pessoas com genes que indicam probabilidade de contrair doença de Huntington, alguns já com manifestações, testando-os regularmente para medir os efeitos.
Nas amostras sanguíneas procuraram sinais da doença, medindo uma proteína libertada pelas células cerebrais danificadas e verificando que a sua presença no sangue aumenta com a progressão do problema.
O investigador Edward Wild, da University College de Londres, afirmou que essa proteína “poderá servir como ‘velocímetro’ da doença de Huntington”.

Se a investigação avançar e se concluir que não tem efeitos negativos, o teste poderá tornar-se uma alternativa mais barata e menos invasiva para os doentes de medir o progresso da doença, o que atualmente se faz com recolha de líquido cerebroespinal e exames ao cérebro.
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla

https://www.bancodasaude.com/noticias/novo-teste-mede-o-progresso-da-doenca-neurodegenerativa-de-huntington/
Autor
Lusa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla