Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quinta-feira, 22 de junho de 2017

Pneumonias e Alzheimer: qual a relação entre estas doenças?

Idosos com Alzheimer tem mais risco de pneumonias.


  em Cabeça/Saúde  por 
Recentemente, Pneumonias passaram novamente a ganhar destaque entre as principais causas de morte de idosos. Principalmente, quando estes idosos são portadores de doenças neuro-degenerativas, como todos os tipos de demência, especialmente, Mal de Alzheimer, Doença de Parkinson ou  Acidentes Vasculares Encefálicos.

Podemos afirmar que ninguém morre de Alzheimer ou Parkinson. As pessoas morrem de doenças que se instalam devido à debilidade que estas síndromes causam conforme avançam. Assim, a Pneumonia voltou a ser uma causa de morte importante.

Após anos sofrendo de alguma doença degenerativa, encontramos os idosos em fase terminal. A maior parte passa a se alimentar por sonda. Muitos desenvolvem sarcopenia (perda muscular) e ficam imobilizados no leito. Alguns, emagrecidos e desnutridos, perdem o reflexo de tosse. Ou seja, diminui a capacidade de expelir catarro. Somando-se a isso, observa-se a imunodepressão, que é caracterizada pela perda de capacidade do sistema imunológico defender o organismo.

Tudo isso, leva um agente etiológico, como uma bactéria, por exemplo, a ser mais agressiva do que em uma pessoa saudável. Consequentemente, a Pneumonia voltou a provocar a morte de muitos idosos.

A grande maioria das pneumonias são aspirativas. Isto significa que o material da orofaringe (região do canal que interliga a boca e o nariz) é aspirado ou tragado para o pulmão instalando-se nos alvéolos (que são as estruturas localizadas ao final dos brônquios, onde ocorre a troca gasosa do sangue). Assim, inicia-se um processo inflamatório que evolui para uma pneumonia.
A partir dessa afirmação, concluímos que é muito importante manter a cavidade oral saudável. Normalmente, temos uma flora bacteriana não patogênica (que não causa doenças) habitando a boca que impede que bactérias patogênicas (que causam doenças) instalem-se e se desenvolvam. Se, por vários motivos, uma bactéria se instala na orofaringe, ela pode ser inalada e desencadear uma pneumonia.
Um exemplo prático é o caso das bactérias anaeróbicas que causam as cáries. Se um idoso apresentar gengivite, peridontite ou cáries, significa que em sua boca existem bactérias anaeróbicas patogênicas. Este idoso está mais propenso a desenvolver Pneumonia que um idoso com a boca saudável (com ou sem dentes).
Existem outras formas de adquirir uma Pneumonia, mas são raras. Um exemplo é a bacteremia resultante de outro foco infeccioso no organismo como a erisipela, sinusite, etc.
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
http://idosos.com.br/pneumonias-e-alzheimer/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla