Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Diabetes Tipo 2 em Crianças

Diabetes tipo 2 em crianças é uma condição crônica que afeta a maneira como o corpo de seu filho metaboliza o açúcar (glicose).
A diabetes tipo 2 é uma doença mais comumente associado aos adultos.  Mas diabetes tipo 2 em crianças está em ascensão, alimentado em grande parte pela epidemia de obesidade.
 
Há muito que você pode fazer para ajudar a controlar ou prevenir a diabetes tipo 2 em crianças. Incentive seu filho a comer alimentos saudáveis, ter muita atividade física e manter um peso saudável. Se a dieta e o exercício não são suficientes para controlar diabetes tipo 2 em crianças, pode ser necessária medicação oral ou tratamento com insulina.

Os sintomas

Diabetes tipo 2 em crianças pode se desenvolver gradualmente. Algumas crianças que têm diabetes tipo 2 não apresentam sinais ou sintomas. Outros experimentam:
  • Aumento da sede e urina – O excesso de açúcar que se acumula na corrente sanguínea, leva a um aumenta da eliminação de líquidos do organismo como urina. Esta condição pode deixar o seu filho com sede. Como resultado, a criança pode beber – e urinar – mais do que o habitual.
  • Aumento da fome – Sem insulina suficiente para transportar o açúcar para as células do seu filho, músculos e órgãos, deixa seu filho sem energia. Isto provoca a fome.
  • Perda de peso – Apesar de comer mais do que o habitual para aliviar a fome, a criança pode perder peso. Sem a energia que é fornecida pelo açúcar às células, tecidos musculares o corpo para a usar as reservas de gordura para fornecer energia.
  • Fadiga. Se as células do seu filho são privados de açúcar, ele ou ela pode tornar-se cansado e irritado.
  • Visão turva. Se o açúcar no sangue de seu filho esta muito alto, pode haver uma diminuição do fluido dos olhos, afetando a capacidade da criança de se concentrar de forma clara.
  • Infecções freqüentes e dificuldade de cicatrização – Diabetes tipo 2 afeta a capacidade do seu filho em curar feridas e a ficar longe das infecções.
  • Áreas de pele escura – Também chamada de Acantose Nigricans, pode ser um sinal de resistência à insulina. Essas manchas escuras ocorrem frequentemente nas axilas ou pescoço.
Acantose Nigricans
 
O tratamento para a diabetes tipo 2 é um compromisso vitalício de monitoramento de açúcar no sangue, alimentação saudável, exercício físico regular e, às vezes, com o uso de  insulina ou outros medicamentos orais – mesmo para crianças. Com  desenvolvimento de seu filho, ele cresce e se transforma, com isso o seu  tratamento diabetes também muda.
 
Se a gestão da diabetes do seu filho parece esmagadora, viva um dia de cada vez. E lembre-se que você não está sozinho nesta luta. Você precisa trabalhar com uma estreita colaboração com a equipe de tratamento do diabetes do seu filho – médico, educador diabetes e nutricionista – para manter o nível de açúcar no sangue de seu filho o mais próximo possível do normal.
 
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.diabetesevoce.com.br/blog/diabetes-tipo-2-em-criancas/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla