quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Espetáculo: Pelos Caminhos das Rosas Vermelhas.- Uma peça que fala sobre o Alzheimer e seu avanço da doença

Apresentação do espetáculo: Pelos Caminhos das Rosas Vermelhas
 
Grupo Iluminartt
 
Contato: Isabel Cristina 37- 9916-5899 ou José Roberto – 37-99930570
 
 
 
O Grupo Teatro Iluminartt, de Pará de Minas, MG, fundado em 2007, trabalha com montagem de espetáculos adultos e infantis, promoção de eventos culturais, como festivais de teatro, campanhas de popularização, interferências artísticas, entre outras atividades, e vem se firmando como uma importante referência em artes cênicas em sua cidade e região. Depois de estrear os espetáculos “Sogra não é mãe – 2008”, “Dom Casmurro – 2010” e  “ O homem da cabeça de papelão – 2012”, o grupo apresenta sua nova montagem ao público de Itaúna, titulada “Pelos caminhos das rosas vermelhas”, nos dias 8 e 9/8, às 20 horas, no Espaço Cultural Silvio de Mattos.  
 
A peça aborda o Mal de Alzheimer (que assola grande parte da população mundial), o impacto e implicações da doença tanto para o paciente quanto para seus familiares, que, com o descobrimento da enfermidade, passam a lidar com uma nova realidade. A demência, que vai se acentuando lentamente na protagonista, uma romanesca senhora, vai despertando em seus quatro filhos sentimentos como amor, intrigas, violência, compaixão e perdão. Um espetáculo que prioriza o artístico, a sensibilidade e a emoção.
 
O texto nasceu da vivência da dramaturga e atriz Carmélia Cândida, que, após ter um ente querido diagnosticado com o Mal de Alzheimer, passou a pesquisar amplamente o assunto e escreveu uma obra que une dor e poesia na difícil aceitação do avanço da doença, que passa por esquecimentos, degeneração, impassibilidade etc. Para que o texto chegasse de forma direta ao espectador, Carmélia compôs na sua trama uma família formada por quatro irmãos, com personalidades completamente diferentes e níveis distintos de compreensão da gravidade da doença. Dessa maneira, a obra permite que mais espectadores – passando por um problema familiar como este ou não – possam entrar nesse universo doloroso para se instrumentalizar,  à sua maneira, sobre a doença ou para que, conhecendo-a, possam lidar melhor com ela.
 
Para que a dramaturgia tomasse corpo e vida, o Grupo de Teatro Iluminartt convidou o diretor José Roberto Pereira, que se inspirou na ausência de elementos cênicos para conceber o espetáculo e realizar o trabalho de composição dos personagens com os atores. Pereira é responsável também pela concepção do cenário e do figurino da peça. Composto por aproximadamente 1500 radiografias, o cenário coloca os personagens imersos e isolados no ambiente da patologia, voltando-se para o lado soturno e frio da doença. O figurino minimalista, ou a ausência dele, tenciona trazer outro elemento ao espectador: o desconforto ou a conformidade da cena, fazendo uma analogia aos sentimentos/sensações que muitos familiares dos pacientes do Mal de Alzheimer experimentam ao lidar com o novo quadro do familiar. A trilha sonora, cuidadosamente desenvolvida pelos músicos Hugo Guedes e Hernany Lisardo, é também outro elemento instigante na saga da protagonista e de sua família. 
 
A montagem só foi possível graças ao patrocínio da Jadapax e do Sitraserp - O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Pará de Minas e do apoio cultural da Unimed Centro-Oeste e da Embapel.   
 

Ficha Técnica: 
Grupo Iluminartt / Pará de Minas /  MG
Texto: Carmélia Cândida 
Direção: José Roberto Pereira 
Concepção de cenário e figurinos: José Roberto Pereira 
Concepção de Figurino: José Roberto Pereira 
Execução de figurino: Coletivo
Cenografia: Maurílio Silva e Romana Campos
Iluminação: Maurílio Sílva 
Trilha sonora original: Hugo Guedes e Hernany Lisardo 
Elenco: Carmélia Cândida, Flávia Guimarães, Isabel Faria, Marta Morais, Maurílio José da Silva e Romana Campos
 
Classificação: 12 anos


Datas: 8 e 9/8/15 – Teatro Sílvio de Matos – Itaúna/MG – 20 horas

21 de agosto – Teatro Geraldina Campos – Pará de Minas/MG – 20 horas

23 de agosto –  Teatro João Ceschiatti – Palácio das Artes – Belo Horizonte/MG
 
abs,
Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla