Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quarta-feira, 26 de agosto de 2015

PORTUGAL FAZ SEGUNDO TRANSPLANTE DE RINS ENTRE DOIS CASAIS QUE NÃO SE CONHECEM

PORTUGAL FAZ SEGUNDO TRANSPLANTE DE RINS ENTRE DOIS CASAIS QUE NÃO SE CONHECEM
Imagem Flickr: The couple - Dublin, Ireland - Black and white street photography, de Giuseppe Milosob licença CC BY-NC-ND 2.0
 
 
Programa de transplantes renais cruzados arrancou há cinco anos. Portugal tem perto de duas mil pessoas em lista de espera para receber um novo rim.
 
 
Os transplantes foram realizados de seguida, cada um em sua sala de operação. Neste caso foi a mesma equipa - um cirurgião vascular, um urologista e enfermeiros - que realizou um a seguir ao outro. Entre a colheita e os transplantes terão sido cerca de 12 horas. 
 
 
"Em breve, poderemos estar a fazer o terceiro, que poderá ser uma novidade: uma troca entre três pares." Solução para quando há um dador disponível para dar um rim mas não é compatível com a pessoa que quer ajudar. O programa procura pares na mesma situação e quando há compatibilidade avançam para a troca. Atualmente, há cerca de dois mil doentes em lista para receber um rim. A espera é em média de quatro anos.
 
 
O objetivo é que a troca de órgãos seja também um intercâmbio entre hospitais, o que se espera venha a acontecer no próximo transplante renal cruzado. Neste caso, as cirurgias foram todas realizadas no Hospital de Santo António. "Foi preciso duplicar as equipas. Os dadores foram ao mesmo tempo para duas salas de bloco operatório.
 
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.portaldadialise.com/articles/portugal-faz-segundo-transplante-de-rins-entre-dois-casais-que-nao-se-conhecem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla