Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quarta-feira, 13 de julho de 2016

Prefeitura abre quinto centro-dia para Idosos

Equipamento oferece atividades e cuidado para idosos que vivem com suas famílias. Unidade na Lapa atende 30 pessoas



O bairro da Lapa, na zona oeste, ganhou a quinto centro-dia para idosos da cidade. O equipamento oferece atividades e cuidados para idosos durante todo o dia. A unidade aberta atende 30 pessoas, com alimentação, oficinas e atividade física. O prefeito Fernando Haddad visitou o centro-dia nesta quarta-feira (8) e conversou com idosos e familiares.

“O centro-dia é uma novidade na cidade. Há um envelhecimento natural da população, que felizmente está vivendo mais. Mas tem que viver mais e bem. Temos que cuidar da infraestrutura para que as pessoas mais longevas possam garantir uma qualidade de vida adequada”, afirmou Haddad.

Unidades como a aberta na Lapa são espaços de convivência que recebem, durante o dia, pessoas idosas em situação de vulnerabilidade social e com algum grau de dependência que, devido a sua situação, necessitam de uma equipe multidisciplinar. Os idosos da capital contam com mais quatro centros-dia, nas subprefeituras da Sé, Ipiranga, Santana e Sapopemba. Até o fim de 2016, estão previstos mais dez. Os próximos equipamentos serão abertos na Mooca, na zona leste, e em Pinheiros, na zona oeste.

“Este equipamento vem cobrir um espaço muito importante no cuidado com os idosos. A assistência social já tem o serviço de núcleo de convívio de idosos, para aqueles que são autônomos, e tem os institutos de longa permanência, para os que não têm família e precisam ser cuidados pelo estado. Tínhamos então um buraco de atendimento para o idoso que tem família, não tem autonomia, mas os famíliares não conseguem dar cuidados, porque têm que trabalhar, inclusive para o sustento do idoso. O centro-dia atende a este público”, explicou a secretária Luciana Temer (Assistência e Desenvolvimento Social).

A equipe da nova unidade é formada por 22 profissionais: gerente, enfermeiro, nutricionista, psicólogo, terapeuta ocupacional, assistente social, cozinheira, auxiliar administrativo, 10 cuidadores e 4 operacionais de limpeza. São atendidas pessoas com 60 anos ou mais, de ambos os sexos, com serviços de proteção social e de cuidados pessoais, fortalecimento de vínculos, autonomia e inclusão social. O objetivo é prevenir a institucionalização e a segregação, ou seja, a internação permanentemente em uma residência ou casa de repouso, o que os privaria da convivência diária com seus familiares.

Ao longo do dia, os idosos que frequentam o centro da Lapa praticam atividades físicas, pet terapia, fotografia, mosaico, jogos, pintura, atividades de estimulação progressiva, oficina de memória e atividades com familiares. Uma das novidades é a oficina de tecnologia e games, com atividades lúdicas em videogames e tablets. A unidade é administrada pela entidade Reciclázaro.

Durante esta manhã, os idosos estavam participando da oficina de mosaico. “Tive três enfartes e tive que ficar muito tempo na cama. No começo não gostava de vir, mas agora eu vi que é tudo de bom. Gosto muito de jogar dominó. Depois que comecei a vir aqui, sinto até mais força nas pernas”, conta Carmem Evangelista Farinelli, prestes a completar 90 anos.

Para utilizar os serviços de uma das unidades, é necessário procurar um dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), que realizam uma avaliação social e de saúde e encaminham o idoso para vagas mais próximas.

Serviço
Centro Dia para Idoso – Guadalupe
Rua Vespasiano, 592 – Vila Romana

FOTOS
Credito: Fabio Arantes/SECOM
Foto 1 | Foto 2 | Foto 3 | Foto 4 | Foto 5 | Foto 6 | Foto 7 | Foto 8 | Foto 9 | Foto 10 | Foto 11 

http://capital.sp.gov.br/portal/noticia/11984#ad-image-9


FABIO ARANTES/SECOMFABIO ARANTES/SECOMFABIO ARANTES/SECOMFABIO ARANTES/SECOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla