sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Idosos com DPOC: como viver melhor

Idosos com DPOC como viver melhor Idosos com DPOC: como viver melhorIdosos com DPOC: como viver melhor



DPOC ou Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica é uma doença dos pulmões que tem como principal sintoma a falta de ar. Essa falta de ar pode acompanhar até mesmo as mais simples atividades do dia-a-dia de um idoso.

A falta de ar, conhecida também como dispnéia, causa incapacidades funcionais nesses idosos, como dificuldade para realizar atividades do cotidiano (como tomar banho, pentear os cabelos, fazer a barba, etc) e perdas sociais (como deixar de sair, ir à missa, ao supermercado, etc), essas duas mudanças levam esses idosos à depressão e ansiedade, resultando em perda da qualidade de vida.

Sendo assim, existem algumas medidas que podem ser tomadas por esses idosos para diminuir a sensação de falta de ar durante a realização das atividades do dia-a-dia, por exemplo:

  • Aprender a respirar: puxar sempre o ar pelo nariz e soltar pela boca, com os lábios entre abertos, como se estivesse sobrando uma vela lentamente, quando estiver realizando alguma atividade;

  • Realizar exercícios físicos, como caminhadas e também treinamentos para os braços, sempre com a supervisão ou orientação de um profissional;

  • Tomar banho sentado;

  • Escovar os dentes, fazer a barba, maquiar-se, alimentar-se sentado, com os braços apoiados em mesas, prateleiras ou no próprio lavatório;

  • Evitar dobrar o corpo para frente para calçar sapatos, o mais adequado é cruzar a perna em cima da outra para calçar e tirar os sapatos;

  • Adaptar o ambiente de casa, como usar vasos sanitários mais altos e colocar barras de apoio e corrimão no banheiro;

  • Usar pentes e escovas de cabelo com cabos mais longos;

  • Para idosos que usam andadores, é interessante adaptar assentos e cestas de bagagem;

  • Eliminar atividades desnecessárias, como enxugar louças, use o escorredor; secar-se após o banho, use roupão felpudo; ou amarrar sapatos, prefira calçado sem cadarços;

  • Organize o ambiente e os objetos de uso freqüente ao alcance das mãos, evite guardá-los em prateleiras ou armários muito altos ou muito baixos, eles devem está na altura dos ombros até o quadril;
Os dez objetivos citados acima podem ser alcançados de forma simples e sem necessidade de despender grandes recursos. A adoção dessas técnicas com a orientação dos familiares produz resultados bastante satisfatórios no que se refere à independência do idoso com qualidade de vida, embora isto implique em mudança de hábitos para a realização das atividades do dia-a-dia, o que é difícil de se conseguir, principalmente entre indivíduos idosos, mas vale a pena tentar.

- See more at: http://www.cuidardeidosos.com.br/idosos-com-dpoc-como-viver-melhor/#sthash.tMo0VHbD.dpuf

obs. conteúdo meramente informativo consulte seu médico
abs,
Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla