Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




terça-feira, 8 de outubro de 2013

Pneumonia no Idoso - cont.3


Fatores Predisponentes das infecções Pulmonares em Idosos

- Alterações neuropsiquiátricas
- Alterações das vias aéreas superiores
- Distúrbios da consciência
- Delirium
- Confusão mental e agitação psico-motora
- Apatia
- Insuficiência hepática
- Alcoolismo

Outras situações clínicas

- Desnutrição
- Alimentação por sonda
- Uso prévio de antibióticos
- Uso de sedativos
- Restrição ao leito
Maior colonização da orofaringe por microorganismos potencialmente patogênicos.

Perfil do Idoso

a)Faixa etária: 60 a 80 anos e maiores que 80 anos
b)Pneumonias adquiridas na comunidade (PAC)
- paciente sem fator de risco
- paciente com fator de risco
c)Pneumonias adquiridas em instituições
- casas de repouso
- hospitais (enfermaria, UTI)

Principais patógenos responsáveis por Pneumonia em Idosos

- Etiologia não identificada: 20 a 60%
- Streptococcus pneumoniae: 26 a 64%
- Bacilos Gram-negativos: 6 a 31%
- Haemophilus influenzae: 2 a 20%
- Staphylococcus aureus: 2 a 20%
- Legionella pneumophila: 2 a 20%
- Clamydia pneumoniae: 1 a 6,5%
- Vírus (Influenza): 20 a 55%

Quadro Clínico

Apresentação clínica inicial:
- febre; tosse; expectoração; dispnéia; dor torácica; presença de ruídos adventícios na ausculta pulmonar.
- estes sintomas podem estar ausentes em até 30% dos casos
Apresentação por sintomas atípicos:
- alteração do estado geral; alteração do estado mental; agitação; apatia; perda do apetite; quedas inexplicáveis; descompensação de uma doença de base.

Exames Complementares

- Radiografia de tórax
- Exame do escarro
- Aspirado trans-traqueal ou trans-laríngeo
- Broncofibroscopia
- Exames laboratoriais (HMG, gasometria)
- Análise do líquido pleural quando presente derrame pleural
- Hemocultura

obs. conteúdo meramente informativo consulte seu médico
abs,
Carla
extraído: http://idosos.com.br/pneumonia-em-idosos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla