sexta-feira, 4 de abril de 2014

Biópsias para Diagnóstico do Câncer de Sítio Primário Desconhecido


Exame físico, exames de imagem e exames de sangue às vezes podem sugerir a presença de um câncer, mas, na maioria dos casos, é necessária a realização de uma biópsia para confirmação do diagnóstico. A biópsia também é importante para determinar o tipo de câncer e o local de origem do câncer. 

Os diferentes tipos de biópsias que podem ser realizados dependendo do local onde existe uma suspeita da localização do tumor são:


  • Punção Aspirativa por Agulha Fina (PAAF) - A punção aspirativa por agulha fina (PAAF) é um procedimento rápido e pode ser realizado com anestésico local, embora normalmente não seja necessário. Na PAAF é utilizada uma agulha fina acoplada a uma seringa para aspirar uma amostra do tecido tumoral para análise. O material obtido é submetido à análise citológica. Este procedimento é geralmente guiado pela tomografia computadorizada. Uma desvantagem desta técnica é que, em alguns casos, a agulha não consegue retirar uma quantidade de tecido suficiente para um diagnóstico definitivo.

  • Biópsia por Agulha Grossa - A biópsia por agulha grossa ou core biopsy é semelhante à PAAF, mas com uma agulha de grosso calibre, que permite que uma amostra maior de tecido seja retirada. Assim como a PAAF, esse procedimento é geralmente guiado por exames de imagem, dependendo da localização do tumor. A biópsia é feita com anestesia local.

  • Biópsia Excisional - Este é o tipo mais comum de biópsia, quando existe uma suspeita de linfoma. Neste procedimento, o cirurgião faz uma incisão na pele e remove todo o tumor ou linfonodo. Se o linfonodo está localizado na superfície da pele, o procedimento é simples, e pode ser realizado sob anestesia local, mas se estiver em planos mais profundos será necessário anestesia geral.

  • Biópsia Incisional - Na biópsia incisional apenas uma parte do tecido é retirada. Este tipo de biópsia é geralmente realizado para lesões maiores, que estão ulceradas ou que cresceram profundamente. Este tipo de biópsia é geralmente realizado sob anestesia local.

  • Biópsia Endoscópica - O endoscópio é um instrumento usado para visualizar o interior do corpo. Na extremidade, tem lentes ou uma câmara minúscula e luz própria, pode também ter instrumentos para remover tecido.

  • Toracocentese ou Paracentese - Este procedimento é utilizado em casos de derrame pleural. É utilizada uma agulha estéril para retirar uma amostra do líquido anormal para exame de laboratório. O procedimento é geralmente realizado sob anestesia local.

  • Biópsia e Aspiração de Medula Óssea - A biópsia e aspiração são usadas para verificar se as células cancerígenas se espalharam para a medula óssea e partes moles internas de certos ossos. A aspiração da medula óssea e biópsia se realizam simultaneamente e na maioria dos casos, as amostras são retiradas dos ossos da região pélvica. Estes procedimentos podem ser feitos isoladamente, no momento da biópsia ou durante a cirurgia para retirada do tumor. As amostras de medula óssea retiradas são enviadas para análise em um laboratório de patologia.


p.s: quando fiz a minha biópsia 1º fiz  Punção Aspirativa por Agulha Fina (PAAF)  sem anestésico local nem sentir dor foi como fazer um exame de sangue já a Biópsia Excisional tive que tomar anestesia geral e foi retirado total sub mandicular.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.oncoguia.org.br/conteudo/biopsias-para-diagnostico-do-cancer-de-sitio-primario-desconhecido/5044/679/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla