Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quinta-feira, 17 de abril de 2014

Sintomas do Câncer e a Importância de Conhecê-los

Os sinais e sintomas de cada tipo de câncer são distintos. E mesmo pacientes diagnosticados com neoplasias semelhantes podem apresentar sinais e sintomas diferentes. No entanto, algumas alterações no organismo devem ser observadas.
Sintomas do câncer e a importância de conhecê-los
“Óbvio que na maioria das vezes sintomas novos não terão qualquer relação com o câncer, o paciente não deve ter medo, mas quando surge um novo sintoma, seja dor, uma nodulação, sangramento nas fezes ou sangramento vaginal em mulheres que já estão na menopausa, entre outros, ele deve ser levado à atenção de um médico”, afirma o oncologista Rafael Kaliks, do Einstein.
Entre os sinais de alerta, o médico lista: a presença de nódulos palpáveis, feridas que não cicatrizam (especialmente na cavidade oral), hemorragias nos orifícios naturais (sangramento na tosse e nas fezes, por exemplo), alteração na cor e no tamanho de pintas na pele, alteração do hábito intestinal, rouquidão por mais de duas semanas, anemia, perda de peso e fadiga. “Lembrando que não são sintomas específicos, podem ser consequência de outras doenças.”

Abaixo, veja os sintomas mais comuns de alguns tipos de câncer:

Mama: nódulo único endurecido; abaulamento de uma parte da mama; inchaço da pele; vermelhidão na pele; inversão do mamilo; sensação de massa ou nódulo em uma das mamas; sensação de nódulo na axila; espessamento ou retração da pele ou do mamilo; secreção serosa ou com sangue pelos mamilos; inchaço do braço; crescimento de uma das mamas.

Intestino: diarreia ou constipação persistentes que não costumavam existir; presença de sangue nas fezes; dor abdominal (cólica); sensação de inchaço abdominal; perda de peso sem motivo específico; cansaço e fadiga constante; náuseas e vômitos.

Próstata: aumento da frequência urinária; fluxo urinário fraco ou interrompido; sangue na urina; sangue no líquido seminal; dor ou ardor durante a micção. 

Estômago: falta de apetite; perda de peso; dor abdominal; desconforto abdominal; náuseas; vômitos com ou sem sangue; inchaço ou acúmulo de líquido no abdômen; azia, indigestão ou úlcera. 

Cérebro: dor de cabeça; náuseas; vômitos; visão turva; problemas de equilíbrio; convulsões; sonolência. 

Pulmão: tosse; dor no peito; rouquidão; perda de apetite; falta de ar; fadiga; tosse com sangue ou mucosa; infecções; perda de peso inexplicada.

Colo do útero: sangramento vaginal anormal; secreção incomum vaginal; sangramento após a menopausa; sangramento após relação sexual; dor durante a relação sexual. 

Fonte: Dr. Rafael Kaliks, oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.einstein.br/einstein-saude/em-dia-com-a-saude/Paginas/sintomas-do-cancer-e-a-importancia-de-conhece-los.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla