terça-feira, 8 de abril de 2014

Vivendo com o Câncer de Sítio Primário Desconhecido


Durante o tratamento do câncer de sítio primário desconhecido, você pode se encontrar oprimido pelas emoções. Isso acontece com muita gente.
 
O paciente pode eventualmente ficar pensando na morte, ou no impacto da doença em sua família, amigos e vida profissional. O paciente acaba revendo seus relacionamentos e coisas aparentemente sem importância que começam a ter valor.
 
Uma das coisas que ajuda muito o paciente com câncer a enfrentar a doença é o apoio e a força que ele recebe. Independente de como, o importante é que você encontre em algo ou alguém essa ajuda, seja nos familiares, nos amigos, em ex-pacientes, em sites sobre a doença, ou até em sua própria fé.
 
Você não precisa passar por tudo isso sozinho, seus familiares e amigos podem e querem ajudar você. Não se feche na doença, esteja disposto a ouvir o que os outros têm a lhe dizer. 


p.s: como sou uma pessoa com problema de depressão então tive que rir para não chorar essa foi minha arma porque sempre tinha no meu íntimo que teria câncer e sempre soube que teríamos que sorri dele para  vencer. Com a experiência que passei com meu pai onde o meu riso era o meu choro foi assim que estou fazendo sem reclamar e nem indagar a Deus o porquê. Somente me entreguei a Deus seja feita a sua vontade.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.oncoguia.org.br/conteudo/vivendo-com-o-cancer/3989/148/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla