Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Câncer e Diabetes

O Blog Reccomecar está participante do Prêmio Top Blog 2013 e esta semana foi eleito entre os 100 Top blogs categoria saúde.

Até o dia 10 de março(10/03/2014), é o período de votação para escolher os 03finalistas!!!
Conto com seu voto!!!




Como fica o tratamento do diabetes quando o câncer é diagnosticado?

Fonte: Revista Jeito de Viver
Uma publicação da ADJ Diabetes Brasil

Vivemos em busca de informações e novidades que possamos ajudar em nossa rotina diária com o diabetes. O tratamento está em constante evolução. Tudo em busca de um menor controle.

Mas, o que ocorre quando nós temos diabetes e recebemos o diagnostico de uma outra doença como o câncer?

A revista Jeito de Viver procurou a ginecologista e obstetra Dra. Maria Gabriella Giusa. que tem muita experiência no assunto, para nos ajudar a entender melhorCâncer e diabetes

Revista Jeito de Viver: como fica o tratamento do diabetes quando o câncer é diagnosticado?

Dra. Gabriella: O tratamento do diabetes deve ser realizado normalmente, como o médico endocrinologista que o acompanha. Durante o tratamento pode haver necessidade de alteração de dose e/ou medicação para o diabetes. Assim o tratamento deve ser feito de maneira multiprofissional, ou seja, associação do oncologista. e endocrinologista, nutricionista. A atividade fisica é muito importante e deve ser estimulada, quando possível.

Revista Jeito de Viver: O câncer influencia no controle glicêmico de que tem diabetes? Por conta do estresse?

Dra. Gabriella: O tratamento do câncer pode influenciar no controle do diabetes, pois pode haver aumento ou perda de peso,uso de outras medicações como glicocorticoides e, desta forma, deve-se ajustar a medicação. O estresse, a cirurgia e as infecções também podem descompensar o diabetes.

Revista Jeito de Viver: E no caso das pessoas que não tem diabetes também existe um tratamento da glicemia?

Dra. Gabriella: Poderá haver aumento dos níveis de açúcar durante o tratamento de câncer em pacientes não diabéticos com uso de glicocorticoides. Esta classe de medicamentos é usada no intuito de diminuir a inflamação, náuseas e quadros alérgicos.

Revista Jeito de Viver: Existe forma de minimizar estes efeitos na glicemia?

Dra. Gabriella: A escolha das medicações quimioterápicas, o controle endocrinológico associado à dieta podem minimizar os efeitos.

Revista Jeito de Viver: E a radioterapia, influencia na glicemia?

Dra. Gabriella: Os efeitos indesejáveis mais comuns na radioterapia são cansaço, e reações da pele e perda de apetite e, principalmente, esta última ´pode alterar a glicemia.

Revista Jeito de Viver: Existe alguma conduta especifica em pacientes com câncer por conta do diabetes?

Dra. Gabriella: A escolha dos quimioterápicos se faz necessária, no intuito de minimizar os efeitos colaterais.

Revista Jeito de Viver: Existe alguma pesquisa que relacione câncer e diabetes?

Dra. Gabriella: Sim, existem várias pesquisas que mostram associação de câncer  e diabetes, entre elas encontra-se o câncer de endométrio, o câncer da mama e colonrretal.


obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.diabete.com.br/cancer-e-diabetes/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla