Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sábado, 15 de fevereiro de 2014

Reabilitação Funcional Pós Mastectomia

O Blog Reccomecar está participante do Prêmio Top Blog 2013 e esta semana foi eleito entre os 100 Top blogs categoria saúde.

Até o dia 10 de março(10/03/2014), é o período de votação para escolher os 03finalistas!!!
Conto com seu voto!!!



O período de recuperação de pacientes em tratamento é muito importante e varia de acordo com as características individuais, a extensão da doença e o tratamento recebido.
A prática de exercícios físicos após a cirurgia ajuda a restabelecer os movimentos e a recuperar a força no braço e no ombro. Auxilia, também, na diminuição da dor e da rigidez nas costas e no pescoço.
Os exercícios são cuidadosamente programados e devem ser iniciados tão logo o médico autorize, o que costuma ocorrer um ou dois dias após a cirurgia. Inicialmente, os exercícios são leves e podem ser feitos na cama.
Gradativamente, passam a ser mais ativos e devem ser incorporados à rotina diária.

No hospital, no dia seguinte ao da cirurgia
Mantenha o braço 20 cm afastado do corpo e a mão, punho e cotovelo do lado operado apoiados sobre um travesseiro, de modo a ficarem mais altos que o ombro para evitar inchaço e diminuir a tensão.
Inicie movimentos suaves de dedos, punho, cotovelo e ombro assim que seu médico permitir. Faça 10 séries em cada articulação, 3 vezes ao dia. Se você fez a reconstrução, movimente tudo menos o ombro, faça também movimentos com pé e joelhos e eleve de vez em quando o quadril.

Respiração profunda

É necessário e saudável praticar respiração profunda para aumentar a movimentação do tórax, ajudar no relaxamento e na redução de tensões do corpo e mente:
  • Deite-se de costas, respire normalmente 3 vezes.
  • Respire profundamente enchendos os pulmões com o máximo de ar que puder. Segure o ar por alguns segundos e relaxe. Imagine suas tensões e preocupações saindo com o ar exalado. Repita 5 vezes.
  • Respire 3 vezes normalmente para finalizar.


No hospital
Você pode permanecer de 2 a 5 dias internada, período em que pode ficar com as pernas flexionadas e elevadas no leito, conforme orientação médica. É importante não forçar o ombro do lado operado nos primeiros dias, mas cotovelos e mão podem ser movimentados normalmente.
Para não sentir dores nas costas, dobre e estique as pernas sempre que puder. Você pode levantar e abaixar o quadril mantendo os joelhosflexionados de forma a aliviar a pressão nas costas na cama.
Em casa
Procure fazer exercícios somente com os braços, deixando o restante do corpo relaxado. Respire profundamente. Quando sentir algum desconforto, relaxe um pouco antes de continuar os movimentos. Se possível faça os exercícios diante de um espelho, pois assim você terá uma melhor visão de si mesma. Faça os exercícios duas vezes ao dia e aos poucos. Aumente o número de repetições, começando por 5 até chegar ao máximo de 15 vezes.
Fique de pé, procure deixar a cabeça reta, os braços soltos ao lado do corpo. Separe os pés um pouco e procure deixá-los um ao lado do outro. Deixe as costas retas, alinhadas e relaxadas, encoste a nuca e as nádegas na parede.
Movimentos de relaxamento


Movimento pendular: em pé, próxima de uma parede, dobre seu corpo até que o braço do lado não operado encoste-se à parede com um apoio. Solte bem o outro braço e balance para frente e para trás, de um lado para outro.
Girando a cabeça: deixe os ombros e braços bem soltos do lado do corpo e gire a cabeça imaginando desenhar um círculo bem amplo com o topo da cabeça, para um lado e para outro. Repita 3 vezes para cada lado.
Girando o ombro: em pé, deixe os braços soltos e gire o ombro imaginando desenhar um círculo. Primeiro para frente e depois para trás. Repita o exercício 3 vezes para cada lado.

Movimentos de abertura

Elevando o braço:
Fique em pé próximo à parede, mas não muito perto dela. Toque a parede com os dedos do lado operado e vá subindo 3 vezes, com movimento dos dedos, lentamente, até o ponto máximo que você conseguir, conte até 10 e abaixo o braço.

Abrindo o braço:

Fique em pé, coloque o braço do lado operado voltado para a parede. Vá subindo com os dedos até o ponto máximo que você conseguir, conte até 10, e coloque o braço no ombro contralateral, descanse.

Alcançando a orelha oposta:
Fique em pé com as mãos ao longo do corpo. Coloque a mão do lado operado sobre a cabeça, tente alcançar a orelha do lado oposto passando o braço por cima da cabeça. Conte até 10, relaxe.
Alcançando as costas:
Coloque o braço nas costas. Mantendo-se reta, dobre o cotovelo, levando a mão para cima e para baixo.
Eleve os braços estendidos lateralmente até a altura dos ombros. Com a palma das mãos para cima, dobre os cotovelos tentando colocar as mãos na nuca.
Eleve o braço lateralmente com a palma da mão para baixo. Tente alcançar o ombro do lado oposto, mantendo o cotovelo na altura do nariz.
Polia:
Passe uma corda ou barbante por cima de uma barra de chuveiro, varal ou sobre a porta. Sente-se e segure as pontas com as mãos, estique-as para frente, puxe alternadamente, para cima e para baixo, ajudando a abrir o braço afetado com o braço bom. Também pode ser feito com os braços esticados ao lado do corpo.

Bastão:
Segurando o bastão em frente ao corpo, eleve os braços até a altura dos ombros. Volte à posição inicial.
Segurando o bastão atrás do corpo, dobre os cotovelos lateralmente, levando-o até a altura da cintura, sem dobrar os punhos. Volte à posição inicial. Deixe o bastão sempre bem junto ao corpo.
Segurando o bastão em frente ao corpo, eleve os braços sem dobrar os cotovelos, até acima da cabeça. Dobrando os cotovelos lateralmente, tente colocar o bastão na nuca.
Amassando a bolinha:
Você pode ficar de pé ou deitada com os braços elevados acima do ombro. Este exercício pode ser feito a qualquer hora do dia.

Na posição de sua escolha, aperte uma bolinha de borracha 20 vezes (2 vezes ao dia) contraindo todos os músculos do braço. Mantendo por três segundos cada contração.

Exercícios especiais
Deite-se, entrelace os dedos das mãos, mantendo os cotovelos esticados. Eleve os braços a partir da barriga até o chão no alto da cabeça, pare nesta posição, respire fundo, conte até 5 e volte. Repita 10 vezes.Deite-se de lado com o braço operado para cima ao longo do corpo e a mão encostada no quadril. Levante o braço até tocar o chão acima de sua cabeça. Pare com a mão nesta posição, conte até 5 e volte. Repita 10 vezes.




Atividades da vida cotidiana



Higiene:
Pentear os cabelos ajuda muito na recuperação. No começo, se este movimento, for difícil, faça-o sentada, apoiando o cotovelo em uma mesa, para aliviar o peso do braço. Com o tempo faça sem o apoio.
Vestuário:

Comece sempre vestindo uma blusa ou camiseta pelo lado operado, tendo o outro braço como ajudante. Para despir, deixe o braço do lado operado por último.
Procure carregar a bolsa do lado que não foi operado. É importante não carregar muito peso.

Atividades domésticas:

Ao lavar e pendurar roupas, comece com as peças leves como meias, lenços e calcinhas, aumentando o volume aos poucos, mas fazendo tudo sem pressa e com atenção.

Ao passar roupas, faça com o lado operado com muito cuidado para não se queimar. Se o braço cansar, pare e descanse.

Trabalho e lazer:

Os trabalhos manuais podem ser realizados desde que os braços sejam movimentados a cada 20 minutos para que relaxem.

Esporte:

Com a movimentação do ombro normalizada, pratique alguns esportes como hidroginástica, natação, yoga, danças de salão e ginástica. Todos com intensidade moderada.


Desenhos: Vera Liebing

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.oncoguia.org.br/conteudo/reabilitacao-funcional-pos-mastectomia/1559/61/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla