Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




domingo, 15 de janeiro de 2017

Calor e Diabetes


Uma vez alguém me disse algo sobre a glicemia ficar mais alta quando uma pessoa com diabetes está desidratada, pensei: será?

Resolvi fazer uma pesquisinha!




Comecei encontrando uma pesquisa da Clínica Mayo, nos EUA, que constatou que o fato de ter diabetes aumenta o risco de ter doenças relacionadas ao calor. Isso porque os diabéticos tem mais dificuldade de se adaptar ao aumento de temperatura, transpirando menos e consequentemente não tendo sua temperatura da pele diminuída.

Uma pesquisa realizada pela Mayo Clinic, no Arizona, mostra que pacientes com diabetes apresentam índices mais altos de eventos adversos - como hospitalizações, desidratação e morte - no calor.

Ou seja, pessoas com diabetes sofrem mais com o calor e podem ser mais facilmente atingidas por ocorrências de desidratação.

Depois encontrei essa entrevista aqui com a Dr. Elcy Falcão que diz que desidratação altera sim a glicemia:


No caso do tipo 2, a falta de hidratação pode elevar a glicemia e levar a um quadro grave que exija até a internação hospitalar. No caso do tipo 1, a desidratação pode ser consequência da glicemia elevada e do excesso de urina e, também, pode levar a resultados graves.


Como sabemos, elevação dos níveis glicêmicos podem causar cetoacidose diabética, que pode levar ao coma. Por isso, nessas épocas de calor é importante se hidratar sempre!

Além disso, o calor pode ainda mexer com medicamentos e aparelhos. Abaixo um panfleto bem legal com todas as dicas para esses dias de calor:


cuidados, diabetes, calor, desidratação, cuidado com os pés


Eu fico bem mole nessas épocas quentes. Sempre procuro me hidratar e tem dias que parece que nem toda a água do mundo será suficiente. Mas continuo lá bebendo mais e mais. E vocês? Sofrem com os mais de 30 graus que andam fazendo no Brasil?


obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
http://www.adiabeteseeu.com/2014/01/calor-e-diabetes.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla