Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




domingo, 22 de janeiro de 2017

NEUROPATIA PERIFÉRICA PODE SER REVERTIDA POR UMA CLASSE DE MEDICAMENTOS JÁ APROVADOS PELO FDA

A neuropatia atinge boa parte dos diabéticos que não fazem o controle adequado da condição

Tratamentos para a neuropatia periférica, dormência e a dor que se sente mais comumente nos dedos, braços e pernas devido à lesão do nervo, tendem a se concentrar sobre a gestão da dor. Mas uma equipe internacional pode ter encontrado uma abordagem alternativa que potencialmente poderia reverter os sintomas com uma classe de medicamentos já em uso por outras condições.
Abordar a subjacente condição por detrás da neuropatia — o diabetes — é uma parte importante para aliviar os sintomas, mas não há nenhum tratamento aprovado que se concentre na degeneração do nervo. Enquanto estudavam mecanismos envolvidos no crescimento do neurônio e ressurgimento de novos deles, cientistas da UC San Diego e da Universidade de Manitoba, juntamente com seus colegas do Hospital de St Boniface e o Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Renais e Digestivas, identificaram o caminho para inibir o crescimento de neuritos, que conectam os neurônios com outros neurônios.
A ativação dos receptores de acetilcolina muscarínicos inibe o crescimento de neurônios sensoriais. A equipe descobriu que bloquear este rercurso inverte os efeitos(https://health.ucsd.edu/news/releases/Pages/2017-01-17-blocking-neuron-signaling-pathway-could-lead-to-peripheral-neuropathy-treatment.aspx) da neuropatia periférica em modelos de rato com diabetes de tipo 1 e 2, HIV e neuropatia induzida por quimioterapia.
Seus resultados foram publicados no Journal of Clinical Investigation.(http://www.jci.org/articles/view/88321)

A MELHOR PARTE

Um número de drogas antimuscarínicas, tais como a atropina e pirenzepine, já são homologadas e se encontram no mercado para outras indicações, variando de incontinência urinária à úlceras pépticas. Isto poderia levar a um caminho potencialmente rápido para seu uso clínico.
Paul Fernyhough da Universidade de Manitoba e St Boniface Hospital, Nigel Calcutt da UC San Diego e Lakshmi Kotra da Universidade de Toronto fundaram a empresa WinSanTor para continuar a trabalhar sobre esta abordagem.
A biotecnologia é licenciada exclusivamente para os pesquisadores que apresentaram uma versão da droga já aprovada, apelidada de WST-057 proposta e reformulada. A droga experimental proporciona a perda sensorial e depleção de fibras nervosas prevenida e revertida (http://www.prnewswire.com/news-releases/researchers-publish-preclinical-data-on-reversing-peripheral-neuropathy-300392166.html) em modelos animais de neuropatia periférica, de acordo com um comunicado.
“Um aspecto interessante deste trabalho é que estes são novos usos para medicamentos antigos. Eles têm sido utilizados em seres humanos há mais de 20 anos sem efeitos colaterais graves e tem um perfil de segurança excelente. Esperamos que os testes de fase 1 venham a progredir em concordância com os testes de fase 2, já organizados e financiados para 2017,” disse (http://www.prnewswire.com/news-releases/researchers-publish-preclinical-data-on-reversing-peripheral-neuropathy-300392166.html)  Erwig em um comunicado.
 obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs.
Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla