Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Síndrome Nefrótica é mais comum na Infância


Saiba mais sobre os cuidados e acompanhamentos necessários 


Síndrome Nefrótica (SN) é um conjunto de várias doenças renais, que se caracteriza pela perda de proteínas em excesso, por meio da urina, fazendo com que o nível da substância baixe no sangue.

O paciente apresenta quadro importante de edema (inchaço), inicialmente percebido nas pernas e pálpebras e generalizando-se por todo o corpo. As causas da SN pode ser congênita (rara) e ou adquirida secundaria às doenças infecciosas como hepatite, AIDS, ou doenças sistêmicas como o Lupus.


Na infância ela é mais comum na forma idiopática, ou seja, por causa desconhecida. O diagnostico da SN pode ser feito por exames laboratoriais onde se mede as proteínas séricas, proteinúria 24 horas e o perfil lipídico. Não há como fazer o diagnóstico na gestação, porém pode se considerar a suspeita na forma congênita.


Segundo o nefropediatra da Fundação Pró-Rim, Dr. Artur Ricardo Wendhausen é possível adotar uma série de medidas clínicas para o tratamento da Síndrome Nefrótica, que contribuem para a redução da proteinúria e para melhor conservação renal do paciente. O tratamento inicial é sempre com o uso de corticoide.


obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
http://www.prorim.org.br/site/noticias/novidade/i/664

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla