Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quinta-feira, 2 de março de 2017

Veja como evitar complicações após ser diagnosticado com Diabetes

Medidas para evitar o sobrepeso e fazer check-ups devem fazer parte de rotina de quem tem a doença e quer ter qualidade de vida


Foto: REUTERSEstudo aponta para possibilidade de reversão da diabete tipo 2

A diabete tipo 2 se desenvolve quando o corpo não usa a insulina adequadamente ou a produz insuficientemente
SÃO PAULO - Cortar o açúcar é a primeira medida que vem à mente da maioria das pessoas ao receber um diagnóstico de diabete tipo 2, cujo dia mundial é celebrado nesta segunda-feira, 14. Variação mais comum da doença, ela que está relacionada com o aumento da gordura na região abdominal, mas quem já tem o problema deve adotar uma série de hábitos em sua rotina para conseguir resultados no tratamento e evitar complicações.
"A orientação que a gente dá para uma pessoa com diabete é aquela dada para todas as pessoas: não pode ter abusos na alimentação e a pessoa deve praticar atividade física. O tratamento é feito com mudanças no estilo de vida. Os medicamentos para o controle da doença ficam em segundo plano e, por fim, a insulina", diz Tarissa Petry, endocrinologista do Centro de Obesidade e Diabete do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

A cirurgia bariátrica também já está sendo indicada para pessoas com a doença e que têm o Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 35. O Conselho Federal de Medicina (CFM) analisa se a indicação pode ser ampliada para pacientes com IMC acima de 30. Atualmente, 14 milhões de brasileiros têm a doença, que pode ser evitada.
"A diabete tipo 1 é uma doença autoimune rara, mas o tipo 2 é causado, principalmente, pelo aumento da gordura abdominal, que aumenta a resistência do organismo à insulina, que é produzida do pâncreas, e tem como função 'pegar' a glicose no sangue e colocar nas células para que ela seja usada em forma de energia. Com o tempo, o pâncreas produz cada vez mais insulina e vai sofrendo morte celular", explica.
Complicações. Um exame de glicemia em jejum é capaz de detectar o problema. O ideal é que a glicose não ultrapasse 99 ml/dL. Até 125 ml/dL, é considerado que a pessoa tem pré-diabete.
"Nessa fase, a pessoa não tem sintomas. A grande maioria não sabe que está com pré-diabete. Só em uma fase mais avançada é que os sintomas aparecem, mas o paciente não deve chegar nesse estágio." Os principais sintomas são aumento na quantidade de urina, sede, fome e perda de peso.
Quando não controlada, a doença pode causar problemas nos olhos, nos pés, nas mãos e nos rins. "A glicose é tóxica e leva a complicações micro e macrovasculares. As microvasculares podem causar alteração da visão, lesão da retina e, em último estágio, cegueira. Também causa queimação e formigamento nos pés e nas mãos. Isso pode evoluir para a perda da sensibilidade e amputação. As macrovasculares são o AVC e o enfarte do miocárdio." Insuficiência renal também está entre as consequências da doença.
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
http://saude.estadao.com.br/noticias/geral,veja-como-evitar-complicacoes-apos-ser-diagnosticado-com-diabete,10000088202

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla