Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sexta-feira, 24 de março de 2017

Merck suspende testes com tratamento experimental contra Alzheimer

15/02/2017- 16h11min
 
O laboratório farmacêutico americano Merck anunciou na noite de terça-feira ter abandonado parte dos seus ensaios clínicos de um tratamento experimental contra o mal de Alzheimer que tinha sido considerado promissor.
 
A decisão foi tomada depois que um comitê externo de consultoria determinou que não há "praticamente nenhuma possibilidade de obter um efeito clínico positivo", explicou o laboratório em um comunicado.
 
Este tratamento experimental era destinado a pacientes com Alzheimer em estágios moderadamente avançados.
 
A Merck desenvolveu a molécula chamada verubecestat, que reduzia a presença das proteínas tóxicas beta-amiloides no cérebro, bloqueando-as com uma enzima chamada BACE1.
 
Na doença de Alzheimer, uma degeneração neurológica incurável, essas proteínas formam placas que se aglutinam, o que altera o funcionamento dos neurônios, afetando as capacidades cognitivas, especialmente a memória.
 
Um primeiro ensaio clínico pequeno, cujos resultados foram publicados em novembro passado, tinha se revelado, no entanto, animador.
 
A Merck afirma que os estudos continuam para avaliar a molécula verubecestat em pacientes que sofrem de doença de Alzheimer em estágios iniciais.
 
A comissão externa de consultoria recomendou que estes estudos continuem, e os resultados são esperados para fevereiro de 2019, segundo a Merck.
 
"Apesar de estarmos decepcionados por não terem sido observados benefícios neste estudo, nosso trabalho continua" para estudar a molécula verubecestat "em pessoas com a doença em um estado menos avançado", indicou Roger M. Perlmutter, presidente dos laboratórios de pesquisa Merck, citado no comunicado.
 
Há três meses, o laboratório americano Eli Lilly renunciou a comercialização de um tratamento experimental contra o Alzheimer após realizar ensaios inconclusivos.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla