Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sábado, 16 de novembro de 2013

QUANDO A PESSOA IDOSA NÃO QUER FAZER NADA!



Certas doenças n








Certas doenças nas pessoas idosas, como Alzheimer e depressão, podem trazer um tipo de sintoma, de comportamento que incomoda muito os familiares, os cuidadores e os profissionais de saúde: A APATIA. Em certas ocasiões, até pode parecer propícia, pois a pessoa idosa está quieta na sala, não atrapalha e nem incomoda. Mas com o passar do tempo, a indiferença e a apatia geram um grande estresse em quem cuida. Também em idosos muito idosos, sem doenças, isso pode acontecer.
Dr. Márcio Borges - geriatra
Aconselhamento para famílias de idosos de alta dependência 
www.marcio-borges.com

QUANDO A PESSOA IDOSA NÃO QUER FAZER NADA!

Certas doenças nas pessoas idosas, como Alzheimer e depressão, podem trazer um tipo de sintoma, de comportamento que incomoda muito os familiares, os cuidadores e os profissionais de saúde: A APATIA. Em certas ocasiões, até pode parecer propícia, pois a pessoa idosa está quieta na sala, não atrapalha e nem incomoda. Mas com o passar do tempo, a indiferença e a apatia geram um grande estresse em quem cuida. Também em idosos muito idosos, sem doenças, isso pode acontecer.

O que fazer:

*Observe se o idoso participa de atividades sociais e familiares. Nesses casos, a apatia também é causada pela pouca atuação dos familiares e cuidadores. Levar para caminhar se ele puder, visitar família ou chamar os familiares para visitar sua casa, são idéias simples e que ajudam a iluminar o dia-a-dia do idoso.

*Procure fazer coisas que o idoso gosta e não que você possa gostar!

*Evite infantilizar o idoso, com joguinhos e brinquedos próprios para as crianças. Na dúvida, procure ler a última dica desse artigo.

*Também estar ciente de que alguns idosos perdem o interesse em fazer determinadas atividades, porque eles já não conseguem fazê-las de maneira correta e se frustram. Por exemplo, uma idosa que cozinhava muito bem e que agora se esquece como preparar e de como lidar com os ingredientes. Quem sabe se você, familiar, animá-la e ajudá-la no preparo de um prato gostoso?

*Se existem oportunidades, mas o idoso não quer nunca participar, procure alguma causa para tal comportamento: depressão? Piora do Alzheimer? Alguma quadro infeccioso? Piora de diabetes ou do hipotireoidismo? Veja com o médico do idoso.

* Você sabia que temos um profissional de saúde que poderá ajudar muito com esse problemas de apatia? Procure uma TERAPEUTA OCUPACIONAL. Ela é a profissional certa para ajudar na apatia e nas dificuldades do dia-a-dia do idoso. Seu foco principal é a reabilitação!

O que fazer:

*Observe se o idoso participa de atividades sociais e familiares. Nesses casos, a apatia também é causada pela pouca atuação dos familiares e cuidadores. Levar para caminhar se ele puder, visitar família ou chamar os familiares para visitar sua casa, são idéias simples e que ajudam a iluminar o dia-a-dia do idoso.

*Procure fazer coisas que o idoso gosta e não que você possa gostar!

*Evite infantilizar o idoso, com joguinhos e brinquedos próprios para as crianças. Na dúvida, procure ler a última dica desse artigo.

*Também estar ciente de que alguns idosos perdem o interesse em fazer determinadas atividades, porque eles já não conseguem fazê-las de maneira correta e se frustram. Por exemplo, uma idosa que cozinhava muito bem e que agora se esquece como preparar e de como lidar com os ingredientes. Quem sabe se você, familiar, animá-la e ajudá-la no preparo de um prato gostoso?

*Se existem oportunidades, mas o idoso não quer nunca participar, procure alguma causa para tal comportamento: depressão? Piora do Alzheimer? Alguma quadro infeccioso? Piora de diabetes ou do hipotireoidismo? Veja com o médico do idoso.

* Você sabia que temos um profissional de saúde que poderá ajudar muito com esse problemas de apatia? Procure uma TERAPEUTA OCUPACIONAL. Ela é a profissional certa para ajudar na apatia e nas dificuldades do dia-a-dia do idoso. Seu foco principal é a reabilitação!

obs. conteúdo meramente informativo consulte seu médico
abs,
carla
extraído:
https://www.facebook.com/cuidardeidosos?ref=stream&hc_location=stream
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla