segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Tipo de Câncer Infantil - Meduloblastoma - Tumores do Sistema Nervoso Central

Meduloblastoma

O meduloblastoma é o tumor cerebral maligno mais comum em crianças, alcançando 20% dos casos. Ocorre, usualmente, entre 4 e 10 anos, mais em meninos do que em meninas. Éconsiderado como uma variante dos tumores neuroectodérmicos primitivos (TNEPs). Se origina no cerebelo, parte do cérebro que controla o movimento, contrapeso e a postura. Pode interferir no fluxo do líquor e se espalhar para outras partes do Sistema Nervoso Central (SNC).
Sinais da presença de meduloblastoma (sintomas)
  • Perda do contrapeso (equilíbrio), dificuldade de andar, piora da escrita e fala lenta;
  • Dor de cabeça de manhã ou que vai diminuindo depois de vômito;
  • Náusea e vômito;
  • Muito sono ou mudança incomum no nível de energia;
  • Mudança da personalidade ou comportamento;
  • Perda de peso ou ganho inexplicável de peso.
Fatores de Risco (causas)
A causa da maioria dos tumores cerebrais na infância é desconhecida.
Exames e testes para diagnosticar (detectar/ achar) o ependimoma na infância:
* Tomografia computadorizada: método que fotografa em diferentes ângulos e com alta precisão órgãos e tecidos do corpo. Os retratos são feitos por um computador ligado a um raio-x. Pode existir a necessidade de se engolir ou injetar uma tintura na veia do paciente para ajudar o computador a enxergar mais claramente os órgãos, ossos e tecidos dentro do corpo. Além de determinar a exata localização do tumor, este exame também é capaz de determinar seu exato tamanho e extensão para outros órgãos.
* Ressonância Magnética: exame que fotografa os tecidos do corpo no sentido transversal por meio de ondas magnéticas (igual a um imã) que se alteram de acordo com o tipo de tecido do corpo que atravessam. Por ser um exame demorado, o paciente precisa ficar imobilizado. Em crianças pequenas os médicos geralmente usam sedativos ou analgésicos para evitar desconforto.
* Biópsia: remoção de células ou tecidos do tumor por meio de agulha introduzida através da pele ou por uma pequena cirurgia para retirar um pedaço do tumor. A parte removida é analisada através de um microscópio para determinar se o tumor é maligno ou não, e se for, qual o seu tipo. O Meduloblastoma após diagnosticado é removido na cirugia, normalmente seguida de radioterapia e/ou quimioterapia.

 
Fatores que influenciam nas possibilidades de recuperação e opções de tratamento:
Determinados fatores alteram o prognóstico (possibilidades de recuperação) e as opções de tratamento. Os principais são:
  • A idade da criança quando o tumor foi diagnosticado
  • A quantidade do tumor restante após cirugia;
  • Se o câncer se espalhou para outras partes do Sistema Nervoso Central (SNC) ou para outras partes do corpo, como os ossos.
Fonte: USP oncopediatria.org
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://sobope.org.br/apex/f?p=106:13:16246292975201::NO::DFL_PAGE_ID:337

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla