Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Tipo de Câncer Infantil - Tumores Ósseos

Tumores Ósseos

Os tumores ósseos são resultado de aumento de células anormais nos ossos. Os tumores ósseos podem ser benignos ou malignos. Os tumores não cancerosos, isto é, benignos, são bem mais comuns que os tumores malignos.
Os tumores ósseos podem ser primários, sejam eles benignos ou malignos, quando se originam no próprio osso.
O sintoma mais comum desse tipo de tumor é a dor óssea. Pode aparecer também uma intumescência, um aumento de volume ou um inchaço. Um tumor maligno pode causar enfraquecimento do osso e leva a uma fratura. Pacientes que sentem dor persistente em uma articulação ou em um membro devem realizar um estudo radiográfico. As radiografias  revelam apenas a presença de uma anormalidade, mas não indicam se o tumor é ou não canceroso. Uma biópsia pode ser feita para se obter uma amostra adequada para o diagnóstico. O tratamento imediato pode incluir uma combinação de drogas, cirurgia e radioterapia.
O diagnóstico precoce dos tumores ósseos e o rápido encaminhamento para um oncologista pediátrico ou um especialista em cirurgia ortopédica oncológica são de fundamental importância para o paciente. Entretanto, muitos pacientes com tumores ósseos malignos são diagnosticados somente quando as lesões estão extensas.
Com o aprimoramento das técnicas de estadiamento de tumores e a efetividade do tratamento, houve um desenvolvimento significativo na cirurgia ortopédica, principalmente nas ressecções dos tumores ósseos, seguidas de substituição por próteses não convencionais ou ossos transplantados, com a preservação do membro no lugar das amputações. Essas técnicas de preservação dos membros exigem uma localização anatômica precisa do tumor feita por meio de radiografias, tomografia, arteriografia e ressonância magnética, entre outros exames.
Dentre estes tumores, os tumores da família de Ewing e o osteossarcoma são os mais frequentes.


obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://sobope.org.br/apex/f?p=106:13:16246292975201::NO::DFL_PAGE_ID:344

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla