Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quarta-feira, 2 de novembro de 2016

CONHEÇA COMO FUNCIONA O REPASSE DE VERBAS DO GOVERNO PARA OS MUNICÍPIOS




Recentemente estava discutindo com a Blogueira Sarah Rubia Baptista como é o repasse do governo para os municípios e estados com relação aos recursos para a área de saúde e percebemos que não tínhamos conhecimento.

Para solucionar nosso questionamento, fui conversar com a Dra. Rosa Sampaio, que foi coordenadora de Diabetes e Hipertensão do Ministério da Saúde. “Existem repasses específicos de medicamentos e de verba para os municípios. Os municípios fazem a gestão dos recursos de acordo com o planejamento local. Diabetes e hipertensão são as patologias que costumam receber mais verbas”. É importante ressaltar que o Estado não recebe verbas do Governo Federal para este fim. Existem repasses específicos do Ministério da Saúde para os municípios tanto na forma de medicamentos como na de recursos financeiros (essa a maior parte) que ajudam a financiar a Atenção Básica, onde, predominantemente, são atendidos os pacientes portadores de Hipertensão e/ou Diabetes. Os municípios fazem a gestão dos recursos de acordo com o planejamento local. Este financiamento é tripartide, ou seja, os estados e municípios devem também colocar recursos. É importante ressaltar que o Estado não recebe verbas do Governo Federal para Atenção Básica; ele é responsável pelo atendimento de determinados casos de alta complexidade, cabendo a cada município a grande maioria dessa atenção.

Para exemplificar, Dra. Rosa comenta “para a compra da insulina regular, a secretaria de saúde do município avalia a cada trimestre a quantidade de hormônio que precisa comprar e planeja junto com o Ministério da Saúde, a quantidade a ser repassada”.

Em casos de falta de medicamento principalmente no período de licitação, a médica comenta os principais problemas. “Falta de gestão do município no planejamento local e diminuição e atraso dos repasses do governo, seja de recursos ou do medicamento. Para tentar solucionar estes casos, um caminho é notificar o Conselho Municipal da Saúde, para que questione as razões e eventualmente cobre um posicionamento da Secretaria de Saúde e, assim, esta pode tomar uma resolução para abastecer os postos de saúde”, acrescenta a médica.

obs. conteúdo meramente informativo
abs
Carla
http://www.convivenciacomdiabetes.com.br/2015/04/conheca-como-funciona-o-repasse-de.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla