Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Quimioterapia - O que você deve saber



As informações contidas nesta página são orientações gerais. Elas nunca devem substituir as especificações feitas pelo médico para o seu caso.

1.Quando a quimioterapia é administrada no paciente?

Não há regras para o uso da quimioterapia: ela pode ser aplicada antes ou depois da cirurgia de retirada do tumor ou até mesmo isoladamente.

2.Como a quimioterapia é administrada?

A quimioterapia pode ser administrada de várias maneiras, dependendo do tipo de câncer e dos medicamentos empregados. As mais comuns são por via oral (pela boca) e endovenosa (pela veia). Menos freqüentemente, a administração é por meio de injeções intramusculares.

3.O tipo de droga é sempre o mesmo?

Não. Ele varia de acordo com o tipo do tumor, local da lesão e características do crescimento das células cancerosas. Para além disso, são utilizados vários tipos de medicamentos cada vez que o paciente recebe o tratamento. Os medicamentos se misturam com o sangue e são levados a todas as partes do corpo, destruindo as células doentes que estão formando o tumor e impedindo, também, que elas se espalhem pelo corpo, provocando as metástases.

4.O número de sessões pode variar?

Sim. Ele depende do comportamento do tumor, mas, geralmente, a quimioterapia é indicada até o final da doença.

5.Quais são os efeitos colaterais da quimioterapia?

Nem todos os pacientes submetidos à quimioterapia apresentarão os efeitos colaterais do tratamento, que são: fraqueza, diarréia, constipação intestinal, perda de peso, aumento de peso, feridas na boca, queda dos cabelos e outros pêlos do corpo, enjôo, vômitos e tonturas.

6.Há como evitar os efeitos colaterais provocados pela quimioterapia?

Sim. Seguem algumas dicas: 
Fraqueza: evitar esforço excessivo e aumentar as horas de descanso. 
Diarréia: ingerir, várias vezes ao dia, suco de cenoura sem açúcar ou suco de maçã com limão; alimentar-se de forma leve e com verduras apenas cozidas; procurar ingerir alguns alimentos que ajudam a "prender" o intestino, como maçã, banana, arroz, batata e mandioca. 
Constipação intestinal: tomar suco de mamão com laranja e mel e consumir alimentos que ajudam a "soltar" o intestino, como laranja, ameixa, uva, figo, manga, mamão, pêra, aveia e coco verde. 

Perda de peso: ingerir alimentos como gemadas, milk-shakes, massas e carnes. Esses alimentos devem ser consumidos especialmente nos intervalos entre uma aplicação e outra. 

Aumento de peso: reduzir a ingestão de alimentos excessivamente calóricos, diminuir o sal e comer maior quantidade de frutas. 
Feridas na boca: manter a boca sempre limpa e evitar usar escova de dente e prótese dentária. Enxaguar a boca com água filtrada e uma colher de chá de bicarbonato. Ingerir alimentos gelados (sorvetes e gelatinas) que ajudam a anestesiar a boca. 
Queda de cabelos e outros pêlos do corpo: não há como evitar a queda dos pêlos do corpo, mas é bom saber que eles voltam a crescer após o tratamento ou até mesmo antes do seu término. 

Enjôo e náuseas: atualmente, há novas drogas que minimizam os efeitos como náusea e vômitos, mas pode-se evitar tais efeitos colaterais ingerindo, várias vezes ao dia, suco de cenoura sem açúcar ou suco de maçã com limão; alimentar-se de forma leve e com verduras apenas cozidas; alimentar-se de forma leve; e evitar alimentos gordurosos. 

Tonturas: descansar após as aplicações de quimioterapia.

7.Por que a quimioterapia às vezes é usada juntamente com a radioterapia? E em quais tipos de câncer isso costuma ser empregado?

Porque a quimioterapia potencializada a radiação. Os tumores que necessitam desse tratamento complementar são de cabeça e pescoço, colo do útero, esôfago e ânus.

8.Além do cabelo, os demais pêlos do corpo também caem?

Sim. Os pêlos das pernas e dos braços, além dos genitais também podem cair, mas depois voltam a crescer.

9.A quimioterapia dói?

Não. O que pode doer é o ato de punção da veia, assim como para fazer exame de sangue.

10.A vida sexual é afetada durante o período em que os pacientes são submetidos à quimioterapia?

Não. As relações sexuais podem ser mantidas normalmente. Apenas a gravidez deve ser evitada.

11.Existem cuidados especiais que devem ser tomados pelos pacientes em tratamento quimioterápico?

Sim. Evitar contato com pessoas com doenças infecto-contagiosas e permanecer em locais fechados com muitas pessoas.

12.O que fazer em caso de ressecamento ou descamação da pele?

Passar hidratante que não contenha álcool e não usar desodorante com álcool.

13.Existem cuidados especiais que devem ser tomados com a alimentação durante o período em que os pacientes estão sendo submetidos ao tratamento quimioterápico?

Sim. Os pacientes em tratamento quimioterápico devem: dar preferência aos alimentos frios ou não muito quentes, pois eles têm menor odor e, assim, serão mais suportados; ingerir pequenas quantidades de comida, várias vezes ao dia; evitar alimentos gordurosos, com temperos fortes ou enlatados; evitar a ingestão de álcool e bebidas gaseificadas; aumentar a ingestão de líquidos; e evitar alimentos muito salgados.

14.Há algumas sugestões que possam contribuir para reduzir as náuseas dos pacientes em tratamento quimioterápico?

Sim. Algumas delas são: fazer refeições em pequenas quantidades e várias vezes ao dia (pelo menos seis vezes); ingerir alimentos em temperatura ambiente; ingerir lentamente bebidas geladas; manter a higiene oral; evitar fumar; evitar bebidas alcoólicas, café, chá preto e chá mate; evitar sentir o cheiro de comida durante o seu preparo; evitar frituras, alimentos gordurosos e muito temperados e doces concentrados, como o de leite, goiabada, marmelada, cocada, calda de compota, creme e bolos recheados; evitar comer uma ou duas horas antes da quimioterapia; não deitar logo após as refeições.

15.O que fazer em caso de perda do paladar?

Enxaguar a boca antes das refeições; usar como tempero vinagre, suco de limão e orégano (acentuam o sabor); chupar balas amargas, azedas ou gotas de limão para estimular o reaparecimento do gosto.

16.O que fazer em caso de ressecamento da boca (xerostomia)?

Fazer a higiene oral com freqüência; aumentar a ingestão de líquidos durante o dia e beber pequenas quantidades de líquidos durante as refeições; acrescentar molhos e caldos nos alimentos.

17.O que fazer em caso de aftas (mucosites)?

Aumentar a ingestão de líquidos; evitar alimentos muito quentes ou muito frios; dar preferência a alimentos macios, fáceis de mastigar e engolir, como purês, sopas, cremes, pudins, gelatinas, mingaus, vitaminas e carnes moídas ou desfiadas; evitar alimentos ácidos, crus, duros e secos.

Fazer a higiene oral com freqüência (30 minutos após as refeições e a cada quatro horas, usando escova de dentes macia, creme dental não-abrasivo ou solução de bicarbonato com sódio); limpar a prótese dentária quatro vezes ao dia; umedecer os lábios com manteiga de cacau; ingerir dois litros de água por dia; fazer bochechos com solução de água bicarbonatada (diluir uma colher de chá de bicarbonato de sódio em duas xícaras de água).

18.O quer fazer em caso de diarréia?

Usar regularmente a medicação prescrita; fazer refeições pobres em fibras; aumentar a ingestão de líquidos por dia (água + refresco + chás); evitar alimentos muito frios ou muito quentes; evitar os alimentos considerados laxativos (verduras cruas ou cozidas, alimentos integrais e frutas como laranja, mamão, abacate e ameixa), dando preferência por maçã sem casca, goiaba, limão, melão e banana; evitar alimentos gordurosos como leite integral e seus derivados (creme de leite e queijos gordurosos); reduzir o consumo de açúcar refinado, açúcar mascavo e mel.

19.O que fazer em caso de prisão de ventre (obstipação)?

Beber muito líquido durante o dia (os líquidos quentes aumentam o trânsito intestinal); aumentar o consumo de frutas (mamão, laranja, abacate e ameixa), ingerindo sempre que possível o bagaço; aumentar o consumo de verduras cruas e cozidas; evitar o consumo de maisena, creme de arroz, fubá e farinha de trigo.

20.Quando o paciente deve procurar o médico?

O paciente deve retornar ao hospital, imediatamente, nos seguintes casos: febre por mais de duas horas, principalmente igual ou acima de 38ºC; manchas ou placas avermelhadas no corpo; sensação de dor ou ardência ao urinar; dor em qualquer parte do corpo inexistente antes do tratamento; sangramentos que demoram a estancar; falta de ar ou dificuldade de respirar; diarréia por mais de dois dias.  

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:    http://www.ibcc.org.br/duvidas-frequentes/topicos/duvidas-frequentes.asp?id=4&iddf=42&tittle=Quimioterapia&topico=4       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla