Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sábado, 7 de dezembro de 2013

o que é Disfagia?


As pessoas que sofrem com a disfagia têm dificuldades para engolir e sentem dores durante a deglutição. Algumas chegam ao ponto de não conseguirem engolir os alimentos, líquidos e/ou a própria saliva. Quando isso acontece, a alimentação torna-se um desafio, pois fica difícil ingerir quantidades suficientes de calorias e líquidos para nutrir o organismo. Isso pode levar a sérios problemas de saúde.

Qual é o mecanismo da deglutição? Trata-se de um processo complexo. Cerca de cinquenta (50) pares de músculos e vários nervos recebem os alimentos na boca e preparam-nos para sua ‘viagem’ ao estômago. Isso ocorre em três (03) fases. A primeira é a chamada ‘fase oral’: a língua recebe o alimento e os líquidos e prepara-os para a deglutição. 

A língua e a mandíbula movem o alimento sólido ao redor da boca e preparam-no para ser engolido. A mastigação faz com que o alimento atinja o tamanho e a textura corretos, misturando a comida com a saliva. Normalmente, os únicos sólidos que somos capazes de engolir são as capsulas ou comprimidos; quanto aos demais sólidos, engolimo-nos na forma líquida ou via purê. 

Na segunda fase, a língua desloca os alimentos e/ou líquidos para a parte traseira da boca. Isso aciona o mecanismo de deglutição e passa o alimento/líquido para a faringe (garganta). Neste momento, as cordas vocais se fecham completamente e a respiração pára, evitando a entrada do alimento/líquido na traquéia (vias aéreas). Na terceira fase, o alimento/líquido entra no esôfago (tubo que leva os alimentos ao estômago). Chamamos isso de fase esofágica, a qual dura cerca de três (03) segundos. 

O que causa a disfagia? A disfagia tem várias possíveis causas e ocorre mais frequentemente em idosos(as). Qualquer condição que enfraquece ou danifica os músculos e/ou nervos responsáveis pela deglutição podem causar a disfagia. Entre as várias causas, podemos citar: a Doença de Parkinson, o acidente vascular cerebral, algum trauma na cabeça, pescoço ou tórax.
 
Ademais, os indivíduos que sofrem com a demência, perda de memória ou incapacidades cognitivas também podem apresentar dificuldades para deglutir. 
Os(as) pacientes com problemas de deglutição devem ser encaminhados a um otorrinolaringologista (médico(a) especializado no tratamento de doenças do nariz, ouvidos e garganta). Quando não há outra solução, faz-se necessário alimentar o(a) paciente através de uma sonda que passa pelo nariz e leva o alimento até o estômago. 

Outra solução é colocar uma sonda diretamente no estômago através de uma incisão na parte superior do abdômen (cirurgia).

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla