domingo, 15 de dezembro de 2013

VIDA SAUDÁVEL COM LINFOMA NÃO-HODGKIN:A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO

Uma alimentação saudável é importante para toda a gente, incluindo as pessoas com linfoma não-Hodgkin. A própria doença e os efeitos de muitos dos tratamentos tornam a alimentação saudável extremamente vantajosa durante e após o período de tratamento.

Não existem requisitos alimentares especiais para as pessoas com linfoma não-Hodgkin. O mais importante é fazer uma alimentação sensata e equilibrada. Os doentes que procuram aconselhamento sobre a sua alimentação poderão falar com um nutricionista. O médico ou outros membros da sua equipa poderão indicar alguns nutricionistas. A maioria dos médicos de família podem também recomendar aos doentes que consultem um nutricionista.

Um problema enfrentado por muitos doentes com linfoma não-Hodgkin é a perda de apetite, frequentemente acompanhada de náuseas ou vómitos. Isto deve-se aos tratamentos e também à própria doença.  Por exemplo, a quimioterapia e a radioterapia podem provocar perda de apetite acompanhada de náuseas e vómitos. Podem também alterar o sabor dos alimentos - perda de sabor ou sabor desagradável. Estes efeitos secundários são temporários e desaparecem assim que o tratamento termina. Geralmente, os piores efeitos só duram alguns dias.

Podem fazer-se alguns acertos e alterações à alimentação diária que ajudam a minimizar estes. O doente, os familiares e amigos ficam muitas vezes preocupados por pensar que a alimentação é deficiente. É importante não esquecer que, para a maioria das pessoas, não conseguir comer durante alguns dias não constitui um problema significativo, embora possa ser desagradável.

É muito importante beber líquidos em quantidade suficiente. Pode ser mais fácil ir bebendo pequenas quantidades ao longo do dia. A água e os sumos de fruta são melhores opções do que o chá e o café, que não são tão bons para manter a hidratação corporal. 

À semelhança do que acontece com os líquidos, é talvez mais fácil ingerir pequenas e frequentes quantidades de alimentos do que tentar seguir a rotina normal de três refeições diárias.  Em muitos casos é extremamente vantajoso:
  • Evitar alimentos gordos
  • Evitar alimentos com odores fortes
  • Ingerir alimento frios, como saladas, ou alimentos ligeiramente aquecidos se o odor for perturbador
  • Evitar preparar os alimentos - se possível devem ser preparados por outra pessoa; se tal não for possível, preparar refeições frias, como saladas, que provocam menos náuseas do que os alimentos quentes
É boa ideia evitar os alimentos preferidos nas alturas de náuseas, após a quimioterapia ou a radioterapia, dado que estes alimentos podem ficar associados a esses momentos e fazer lembrar para sempre a sensação de náuseas. Isto acontece sobretudo em crianças. O doente deve evitar o consumo de álcool durante o tratamento.











Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso.

As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.

abs,
Carla
extraído:http://www.roche.pt/sites-tematicos/linfomas/index.cfm/viver_com/vida-saudavel-lnh/importncia-da-alimentacao/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla