quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Resistência à insulina

2/12/2013 - O Sol Diário


A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas e tem como função fazer com que a energia que consumimos pela alimentação entre em nossas células e seja usada de maneira correta. É a chave que abre a porta das células do nosso corpo, para que o alimento — quebrado e transformado em glicose (o açúcar) — possa entrar nas células e fornecer energia.

A resistência acontece quando a insulina que circula no sangue não tem atividade plena, ou seja, quando o pâncreas produz insulina devido ao estimulo gerado pela glicose no sangue, mas não consegue fazer o seu papel de "abrir a fechadura". Como resultado, temos o aumento do nível de glicose no sangue, o que faz com que o pâncreas produza mais insulina para conseguir utilizar toda aquela energia. No início do processo o corpo tenta diminuir a glicose no sangue, levando-a para o fígado e transformando-a em ácidos graxos, fazendo esteatose hepática (gordura no fígado). Essa gordura é depositada no abdômen, coxa e quadril.

Com o passar do tempo, o pâncreas acaba se exaurindo. Além de aumento do peso e gordura visceral, os níveis de glicose no sangue continuam aumentando, o que leva o indivíduo ao quadro de pré-diabetes. É aí que o perigo aumenta pois, se não for tomada qualquer atitude, pode-se desenvolver diabetes tipo 2.
A resistência insulínica está associada a fatores genéticos e ambientais. O indivíduo nasce com a predisposição e acaba por desenvolvê-la com alimentação inadequada, pouca atividade física e estresse. Esses fatores, por sua vez, favorecem o desenvolvimento da obesidade.


Em pessoas obesas e sedentárias, a redução do peso e prática de atividades físicas podem, com bastante eficiência, reverter o problema e evitar suas consequências. Contudo, existem algumas medicações que atuam nesse mecanismo, como ômega 3, cromo, vanádio e outras vitaminas e minerais que ajudam a frear o processo. Muitas pessoas podem ter aumento de peso ou dificuldades para emagrecer sem nem imaginar que a causa pode ser essa. Por isso, é tão importante manter os cuidados à saúde ativos e consultar seu médico regularmente.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.diabetenet.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=8191

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla