quinta-feira, 14 de abril de 2016

10 reflexões que o Paciente com Câncer deve fazer sobre a Fosfoetanolamina

13 de abril de 2016
O Movimento Todos Juntos Contra o Câncer (TJCC), que reúne representantes de associações de pacientes, sociedades médicas e científicas, hospitais e representantes do governo alerta você, por meio deste texto, a respeito da Fosfoetanolamina, a “Fosfo” ou “pílula do câncer”.
São várias as informações que têm saído por aí, que vão desde milagres feitos pela substância, até problemas graves que ela pode vir a trazer. Mas o que realmente é verdade? (Esse texto procura trazer algumas reflexões sobre o tema)

1º Devo tomar a Fosfo? Hoje, são diversas as opções para o tratamento do câncer, e a maior parte delas com respostas animadoras, que possibilitam até a cura da doença, quando o diagnóstico é precoce. Mas para chegar nesse estágio, elas passam por diversos estudos clínicos, também chamados por pesquisas clínicas. O objetivo é garantir ao paciente a eficácia e segurança necessárias. Para isso, cada nova substância precisa passar por fases de aprovação, até que seja liberada para o uso. Mas só agora é que a Fosfo passou a ser estudada. Então, ainda não é o momento!

2º O que é Anvisa? A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi criada com o objetivo de analisar e regulamentar os medicamentos no Brasil, e assim evitar que o paciente corra riscos ao utilizá-los. Com a Fosfo, não será diferente.

3º O câncer não é uma doença única. Em entrevistas, o professor Gilberto Chierice, responsável pelo desenvolvimento desta substância química, comunicou que havia descoberto a cura para todos os tipos de câncer. Logo, você poderia ser curado. Mas, na verdade, devemos considerar que cada tipo da doença tem sua particularidade, o que exige um tratamento específico e diferenciado. Sem estudos clínicos, não podemos dizer que a fosfo tem essa capacidade de curar todos os tipos de câncer.

4º Como posso ingerir a Fosfo? Até o momento, o que se sabe é que é uma substância oral, em formato de comprimido, mas como ainda está em processo de estudo, não se sabe ao certo qual a maneira correta de tomar a Fosfo. Quantas miligramas devem ser ingeridas? Quantos comprimidos cada pessoa deve e pode tomar? Teremos as respostas para essas perguntas, apenas quando o estudo clinico for finalizado!

5º Quero parar o meu tratamento, por causa da Fosfo. Posso? De acordo com os médicos, parar o tratamento convencional, como quimioterapia, radioterapia e outros medicamentos, está totalmente fora de questão. Como já vimos, ainda não se sabe quais os reais benefícios e malefícios que a Fosfo pode trazer ao paciente, e por isso não faz sentido parar o tratamento já cientificamente comprovado. Definitivamente não se pode trocar o certo pelo duvidoso. Estamos falando da sua vida!

 
6º Essa seria minha última opção. O que eu faço então? Por razões diversas, alguns tratamentos convencionais não apresentam os resultados esperados. Mas hoje, há uma série de cuidados paliativos que controlam os sintomas de uma doença em estagio avançado e proporcionam mais qualidade de vida ao paciente e seus familiares. Exija este cuidado!

 
7º A vida é minha, e sou eu que mando nela! É verdade que os cuidados com o corpo devem ser individuais e cada pessoa (desde que maior de idade e responsável por seus atos) tem o direito de fazer o que bem entender com sua vida. Mas, como instituições de pacientes, é nosso dever e compromisso alertar a importância de se ingerir medicamentos já comprovados cientificamente garantindo sua eficácia e segurança. É para o seu bem!

 
8º Tenho outra alternativa? Converse com o seu médico e esgote as possibilidades de utilização de terapias disponíveis para o seu caso. Paralelo a isso, as alternativas naturais, como a homeopatia, e até espirituais, baseadas na fé de cada um, também podem ser excelentes opções de complementar o tratamento convencional. Muitos se sentem muito mais fortes!
 
9º Meu médico pode fazer a diferença? Sempre converse com o seu médico, tire dúvidas, peça mais informações. Se os efeitos colaterais te incomodam muito, ou se não está satisfeito com o tratamento realizado, não hesite em falar.

 
10º Posso contar com as Associações? Estamos aqui por você! Acreditamos, sim, em novos medicamentos e diariamente lutamos pelo seu direito de acesso ao melhor tratamento disponível. Esperamos que haja comprovação cientifica e que a Fosfo seja mais uma opção – ou a grande opção para o tratamento do câncer. Para nós, sua vida é o que mais importa! E se precisar de algum tipo de ajuda, estamos aqui.
 
Fonte: Movimento TJCC
obs.conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
extraído:http://www.abrale.org.br/noticia/10-reflexoes-que-o-paciente-com-cancer-deve-fazer-sobre-a-fosfoetanolamina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla