Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




segunda-feira, 25 de abril de 2016

Repelentes contra Aedes Aegypit: saiba as diferenças e como usar com segurança



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária recomenda três princípios ativos para se proteger do mosquito, que transmite o Zika vírus, a dengue e a Chikungunya

Redação Plena
 
Com forte suspeita de que o surto de microcefalia no Brasil esteja sendo causado pelo Zika vírus, transmitido pelo Aedes Aegypit, o Ministério da Saúde tem recomendado o uso de repelentes como uma importante arma para se proteger contra as picadas. Porém, ainda existe uma grande dúvida sobre quais repelentes são eficazes contra o Aedes Aegypit e o uso com segurança.
 
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda três princípios ativos para se proteger do mosquito, que transmite o Zika vírus, a dengue e a Chikungunya, entre eles está o IR3535 -presente nos rótulos das loções repelentes como Ethyl Butylacetylaminopropionate -, o único recomendado para bebês a partir dos 6 meses, tendo a mesma eficácia em todas as idades. A substância se diferencia dos demais repelentes por possuir estrutura química semelhante à beta-alanina, um aminoácido encontrado no corpo humano, por tanto muito bem tolerado pelo organismo.
 
Embora sejam seguros quando usados nas quantidades recomendadas, a maioria dos repelentes são substâncias tóxicas, classificadas como pesticidas. Se usados em excesso, podem causar neutoxicidade. Por isso, a quantidade de aplicações diárias também é um fator relevante, ao qual se deve prestar bastante atenção e seguir a recomendação do fabricante. Já o IR3535, é um biopesticida, com melhor perfil de segurança e sem restrições quanto à reaplicação, podendo ser usado inclusive por pessoas com pele sensível, idosos e gestantes.
 
Como usar o repelente:
 
•Apenas as áreas expostas do corpo devem receber o repelente. O produto deve ser reaplicado conforme a indicação de cada fabricante e em caso de suor excessivo ou contato com água.  Porém, é importante atentar para o limite de aplicações diária de cada produto.
 
•Apenas o IR3535 não possui restrição de aplicações diárias e pode ser usado em crianças a partir dos 6 meses.
 
•Existem repelentes específicos recomendados para as crianças, com formulações menos tóxicas.
 
•O tempo de ação varia de acordo com a concentração de princípio ativo na fórmula.
 
•Os bebês com menos de 6 meses devem ser protegidos com roupas adequadas e frescas, e proteção na casa e no berço. As mães devem ter cuidado redobrado para evitar que os mosquitos entrem em casa.
 
•Nenhum repelente é 100% eficaz, e, sendo assim, todas as medidas acima, bem como as que são apresentadas regularmente pelo Ministério da Saúde, devem ser seguidas.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
extraído:http://www.portalplena.com/saude/1056-repelentes-contra-o-aedes-aegypit-saiba-as-diferencas-e-como-usar-com-seguranca
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla