Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quinta-feira, 13 de outubro de 2016

PRIMEIRO PÂNCREAS ARTIFICIAL É APROVADO, SAIBA O QUE ESPERAR

Terça, 11 Outubro 2016

PRIMEIRO PÂNCREAS ARTIFICIAL É APROVADO, SAIBA O QUE ESPERAR

A provocação “saiba o que esperar” faz-se necessária porque o alarde foi massivo com a aprovação pelo FDA, há poucos dias, liberando o primeiro sistema híbrido de pâncreas artificial da história.

Muito se comemorou, e com razão, contudo pouco se falou sobre as características e limitações de tal sistema. 
Aqueles que acompanham de perto o desenvolvimento da tecnologia em diabetes notaram que o nome e o visual do equipamento Minimed 670G® assemelha-se muito aos já lançados 630G®, nos EUA, e 640G®, na Europa, Oceania e Chile. E, realmente, não é apenas uma coincidência. Esses modelos já lançados, mas que ainda não chegaram ao Brasil, contêm recursos importantes que permitiram chamar o 670G® de primeiro pâncreas artificial híbrido. 
O principal deles é o SmartGuard®, presente já no modelo 640G®, que considera a taxa de queda da glicemia para suspender a liberação de insulina 30 minutos antes de se aproximar do valor programado como limite entre glicemia alvo e hipoglicemia. Além disso, esse recurso volta a liberar insulina automaticamente a partir de 30 minutos depois, caso já não haja mais risco de hipoglicemia, sem que o usuário precise tomar qualquer atitude para isso.
Mas e então, quais as novidades do 670G®? As novidades começam pelo sensor, que passa a durar 7 dias (o atual dura 6) e possui sistema de redundância (dois sítios reativos, sendo que o valor da glicose só é apresentado se coincidir em ambos os sítios). 
Associado a isso está o novo algoritmo, que permite que, especialmente durante a noite, o sistema tome decisões sobre o aumento ou a redução da insulina basal liberada de acordo com a glicose medida pelo sensor (fase de sistema fechado). Isto é, caso seja detectada tendência de alta, o sistema passa a liberar mais insulina, a fim de evitar que seja atingido o limite de hiperglicemia; e, caso a glicose esteja baixando, a insulina liberada é reduzida ou suspensa, a fim de evitar hipoglicemia.
Muito bem, mas e durante o dia? Durante o dia o sistema apresenta características semelhantes ao 640G® (fase de sistema aberto), porém aperfeiçoadas. Por isso se trata de um sistema híbrido (não totalmente fechado, como um pâncreas artificial ideal). 
Apesar de, especialmente durante a noite, o sistema fazer ajustes automáticos, durante o dia o sistema depende de instruções do usuário, a fim de liberar a quantidade adequada de insulina bolus para uma refeição; assim como reduzir o basal de insulina com antecedência, para a prática de atividade física, por exemplo. 
Portanto, nesse e em outros sistemas híbridos, a ação do usuário contando carboidratos, decidindo sobre doses, e a do profissional de saúde programando diferentes basais, fatores de sensibilidade e razões insulina/carboidrato, ainda não poderá se aposentar.
Outras empresas também estão de olho nesse atraente negócio de rápida evolução. Entre elas está a Animas®, empresa de bombas de insulina do grupo Johnson & Johnson®, que prevê para o fim do próximo ano o lançamento do sistema híbrido “Minimizador de Hipos e Hipers” (Hipoglycemia-Hyperglycemia Minimizer®). 

Sem contar o grupo independente Open APS, que, desde 2014, tem disponibilizado as instruções (algoritmo e lista de equipamentos necessários) para se fazer em casa um pâncreas artificial híbrido (sem garantia, mas que tem sido testado por pessoas de diferentes países, “por conta e risco”).  
Para quem se interessou e já está querendo um, é bom saber que não há previsão para chegar ao Brasil. O sistema 670G® tem lançamento previsto inicialmente apenas nos EUA, entre os meses de março e junho (primavera do hemisfério norte), com indicação para quem tem a partir de 14 anos de idade.   
Mais informações em:
FDA News Release. FDA approves first automated insulin delivery device for type 1 diabetes. Disponível em: www.fda.gov/NewsEvents/Newsroom/PressAnnouncements/ucm522974.htm  Acesso em 9 de Out de 2016.
JDRF. JDRF Celebrates FDA Approval of Artificial Pancreas System. Disponível em: www.jdrf.org/press-releases/jdrf-celebrates-fda-approval-of-artificial-pancreas-system/ Acesso em 9 de Out de 2016.
Medtronic. Medtronic Receives FDA Approval for World's First Hybrid Closed Loop System for People with Type 1 Diabetes. Disponível em: http://newsroom.medtronic.com/phoenix.zhtml?c=251324&p=irol-newsArticle&ID=2206594 Acesso em 9 de Out de 2016.
Tenho Diabetes Tipo 1, e Agora? Pâncreas Artificial ou Biônico. Disponível em:http://tenhodiabetestipo1eagora.blogspot.com.br/search/label/P%C3%A2ncreas%20artificial%20ou%20bi%C3%B4nicoAcesso em 9 de Out de 2016.
Tilleskjor, Sara. BREAKING NEWS: FDA APPROVES THE MINIMED 670G SYSTEM, WORLD’S FIRST HYBRID CLOSED LOOP SYSTEM. Disponível em: www.medtronicdiabetes.com/blog/introducing-the-minimed-670g-system/ Acesso em 9 de Out de 2016.
Informações do Autor


Dr. Mark Barone
Doutor em Fisiologia Humana (ICB/USP)
Especialista em Educação em Diabetes (ADJ-IDF-SBD, UNIP e IDC)
Autor dos livros “Tenho diabetes tipo 1, e agora?” e “Diabetes: conheça mais e viva melhor”
e do blog www.tenhodiabetestipo1eagora.blogspot.com
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
extraído:http://www.diabetes.org.br/diabetes-em-debate/1401-primeiro-pancreas-artificial-e-aprovado-saiba-o-que-esperar
SDB- 
acesso:13/10/2016

2 comentários:

  1. Prezada Carla, por gentileza, utilize a citação completa do artigo acima, publicado na site da Sociedade Brasileira de Diabetes, constando: nome do autor, nome do artigo, onde foi publicado (nome e endereço da página) e data de acesso.
    Obrigado

    ResponderExcluir
  2. Tenho diabetes tipo 1,olá! Obrigada pela visita e comentário. Foi por completo descuido que não citei o autor.Por que como pode ver eu faço em todas as postagens que tenho autorização por escrito para publicar deste a primeira vez que resolvia a publicar o blog e a fonte foi citada(http://www.diabetes.org.br/diabetes-em-debate/1401-primeiro-pancreas-artificial-e-aprovado-saiba-o-que-esperar).desde já agradeço pela oportunidade e fico grata pelas observações. Volte sempre!!!
    abs.fraternos,
    Carla

    ResponderExcluir

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla