quinta-feira, 12 de maio de 2016

DIABETES E A IMPORTÂNCIA DO FÍGADO

as funcoes do figado e o diabetesO fígado é um dos órgãos mais fascinantes dentro do corpo humano. Este possui várias funções e suporta praticamente todos os outros órgãos do corpo. Suas funções incluem a participação na digestão, remoção de resíduos, desintoxicação, regulação da glicose e produção de hormônios. No post de hoje, iremos dar uma olhada mais de perto em como o fígado participa no controle da glicose no nosso organismo.

Há uma série de funções importantes do fígado que estão associadas ao controle da glicemia. A primeira, seria a formação de glicogênio, que é um composto que serve de reservatório de glicose no fígado e nos músculos, principalmente. Logo que comemos algo, antes mesmo que a digestão esteja completa, o fígado se encarrega de elevar a glicose na corrente sanguínea para informar ao pâncreas que deve liberar insulina. Esta é uma das principais razões pela qual os diabéticos devem aplicar suas injeções de insulina antes de comer, já que a glicose começará a circular pela corrente sanguínea antes do alimento ser digerido. Uma vez que a carga de glicose é absorvida no intestino, o fígado a transforma em glicogênio e a armazena até que o organismo necessite novamente.
O fígado realiza também a gliconeogênese, que é a quebra do glicogênio que ocorre quando os níveis de glicose no sangue diminuem. Por exemplo, durante a noite ou entre as refeições, quando o fluxo de glicose do intestino é limitado, o fígado se encarrega de liberar a glicose armazenada em forma de glicogênio e desta forma corrige a flutuação dos níveis de glicose no sangue. Quando este mecanismo não funciona corretamente nas pessoas comdiabetes, podem ocorrer o Fenômeno do Amanhecer ou o Efeito Somogyi, que ocorrem quando o fígado libera glicose demais e não há insulina suficiente para compensar. As pessoas com diabetes tipo 2, controlam a produção de glicose pelo fígado através da administração do medicamento metformina, que ajuda a regular os níveis de glicose no sangue.
Indivíduos com diabetes devem tomar cuidado com o fígado para evitar complicações. No caso do diabetes tipo 2, é muito comum ter quantidades excessivas de glicogênio armazenado no fígado, podendo levar ao acúmulo de gordura e causar inflamação do órgão, levando a uma condição conhecida como doença hepática gordurosa não-alcoólica. 

Este acúmulo de gordura no fígado pode provocar cicatrizes no órgão, diminuindo sua funcionalidade. Quando o fígado começa a falhar, o mesmo acontece com uma série de outros órgãos, por isso é crucial manter o seu fígado saudável. Nós da Diabetv recomendamos as seguintes medidas para reduzir as suas chances de desenvolver uma condição de fígado gorduroso:
  • Mantenha um peso adequado, a obesidade pode contribuir para o aumento da gordura no fígado;
  • Mantenha seus níveis de LDL e triglicérides dentro do recomendado;
  • Mantenha os seus níveis de açúcar no sangue sob controle;
  • Tenha cautela na ingestão de álcool e mantenha o mínimo consumo possível. O excesso de álcool pode aumentar a gordura hepática, causando o que chamamos de doença hepática alcoólica. Este é um dos motivos pelo qual álcool e diabetes não combinam.
O fígado é um dos órgãos mais importantes em seu corpo, uma vez que auxilia quase todos os outros do seu organismo. Procure controlar adequadamente o diabetes e tenha um estilo de vida saudável e ativo, pois assim você será capaz de evitar complicações associadas com o funcionamento do seu fígado.
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
extraído:http://diabetvbr.wpengine.com/diabetes-e-importancia-figado/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla