Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sexta-feira, 27 de maio de 2016

Polônia – Uma vacina contra a diabetes

Cientistas de Gdańsk desenvolveram uma terapia que ajuda a impedir o desenvolvimento de diabetes tipo 1. Esta é uma descoberta de âmbito  mundial.

  • Fonte: What’s New in Children with Diabetes
  • Por: Karolina Kowalska
  • Em: 19 de maio de 2016
Não só inovar e regulamentar células, a T terapia desenvolvida por cientistas da Universidade de Medicina de Gdańsk (Gdański Uniwersytet Medyczny, GUMed), prolongar o período de remissão em pacientes com diabetes tipo 1, também ajuda a evitar complicações perigosas ligadas a visão ou os rins.
Polônia - Uma vacina contra diabetes
O sucesso dos cientistas de Gdansk é demonstrado pela saúde das 30 crianças que participaram de uma experiência médica com duração de três anos. Hoje, alguns deles não têm de tomar insulina o tempo todo, enquanto outros tomam doses muito pequenas.
É de pacientes jovens que estamos falando aqui, como diabetes tipo 1 afeta principalmente crianças. Ele desenvolve-se mais frequentemente em crianças e envolve a destruição progressiva das células que produzem insulina. O corpo perde a capacidade de produzi-la, e os pacientes têm de tomar o hormônio em injeções. Caso contrário, correm o risco de morte. O diabetes tipo 1 se desenvolve como resultado de um processo autoimune crônica, e é isso que a terapia inventada em Gdańsk é projetado para impedir.
Os pesquisadores por trás da descoberta da terapia inovadora, os imunologistas Prof. Piotr Trzonkowski, Dra. Natalia Marek Trzonkowska, bem como o diabetologista e pediatra Prof. Małgorzata Myśliwiec, chamaram projeto de “Szczepionka Tregs” (a vacina Tregs , e os meios de comunicação apelidaram de uma “vacina para o diabetes”. De fato, a terapia funciona como um transplante autólogo e utiliza as células do próprio organismo para evitar a doença. “Nós levamos 250 ml de sangue da criança e separar aproximadamente 1000 células T reguladoras, que regulam o processo de resposta imunologia para outras células do sistema imunológico. Em seguida, multiplicá-los por várias centenas de milhões e após duas semanas implantá-los de volta para o corpo, o que retarda ou impede o autodestruição das ilhotas pancreáticas, “Krzysztof Chlebus, PhD, o reitor de GUMed para as inovações, disse a Poland.pl .
Esta é a primeira solução apresentada no mundo, no entanto, é dirigido a um grupo restrito de pacientes. “O projeto é direcionado a um grupo especial de pacientes com diabetes tipo 1, aqueles que pesam mais de 30 kg. À medida que a doença se desenvolve principalmente em crianças, e nos concentramos em sua primeira fase, de forma otimizada os primeiros meses, o grupo se reduz a 8, crianças de 9 anos, no mínimo “, especifica o Dr. Chlebus. De acordo com dados epidemiológicos, há entre 250 e 400 desse tipo de pacientes na Polônia, e cerca de 1000 pacientes jovens com diabetes tipo 1 no total.
Até agora, o estudo tem sido uma experiência médica. Agora, os cientistas estão apelando para o financiamento do Fundo Nacional de Saúde. A fim de continuar a investigação e tratamento de crianças, eles precisam de um novo laboratório e pelo menos vários leitos clínicos.
“Estamos trabalhando em uma nova fórmula que nos permitam comercializar o empreendimento. Estamos a aplicar para bolsas em busca de investidores interessados ​​em cooperação de longo prazo, cujo envolvimento tornaria possível para nós para aproveitar os subsídios do Centro Nacional de Investigação e Desenvolvimento “, explica o Dr. Chlebus.
O site Diabete.Com.Br avisa: As informações contidas neste site não se destinam ou implica a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Todo o conteúdo, incluindo texto, gráficos, imagens e informações, contidos ou disponíveis através deste site são apenas para fins informativos gerais. As opiniões expressas aqui são as opiniões de escritores, colaboradores e comentaristas, e não são necessariamente aqueles de Diabete. Com.Br. Nunca desconsidere o conselho médico profissional ou demorem a procurar tratamento médico por causa de algo que tenha lido ou acessado através deste site.
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
extraído:http://diabete.com.br/polonia-uma-vacina-contra-a-diabetes/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla