segunda-feira, 30 de maio de 2016

Do tempo que lido com cuidadores e analisando as fases de minha mãe, eu digo sem nenhuma duvida que quem cuida de um portador de Alzheimer tem capacidade de cuidar do mundo inteiro...
O cuidador de Alzheimer conhece ao mesmo tempo o céu e o inferno, literalmente, em vida...

Sentimentos do Cuidador...
Aqui são abordados alguns sentimentos que frequentemente os familiares e cuidadores de pessoas com Demência costumam experienciar. Estes podem incluir sentimentos de culpa, tristeza, perda e raiva.

Cuidar de alguém com Demência pode ser muito gratificante, mas também pode ser muito difícil, desgastante, solitário e, às vezes, avassalador. À medida que as necessidades da pessoa com Demência se alteram, poderá ter que lidar com muitos sentimentos diferentes.

Os sentimentos
Alguns dos sentimentos mais comuns experienciados pelos familiares e cuidadores são a culpa, tristeza, perda e raiva.

Culpa
É bastante comum sentir-se culpado, culpado pela forma como a pessoa com Demência foi tratada no passado, culpado por se sentir envergonhado pelo comportamento estranho da pessoa, culpado por perder a calma ou culpado por não querer a responsabilidade de cuidar de um pessoa com Demência.

Se a pessoa com Demência for para um hospital ou para um lar residencial, poderá sentir-se culpado, apesar de ter feito tudo o que podia, por não ter conseguido mantê-la em casa por mais tempo. É comum sentir-se culpado por ter feito promessas passadas, tais como "Eu vou sempre cuidar de si", e depois não as ter conseguido cumprir.

Tristeza e perda
A tristeza é uma resposta emocional à perda. A perda pode ser por vários motivos, tais como terminar uma relação, mudar de casa, perder saúde, divórcio ou morte. Se alguém próximo desenvolver Demência, somos confrontados com a perda da pessoa que conhecíamos anteriormente e da relação que tínhamos com ela. As pessoas que cuidam dos cônjuges podem sentir tristeza por existir uma perda do futuro que planearam compartilhar.
A tristeza é um sentimento muito individual e as pessoas podem senti-la de formas diferentes, em alturas diferentes. Nem sempre se tornará mais fácil com o passar do tempo.

Raiva
É natural sentir-se frustrado e zangado, zangado por ter de ser um cuidador, zangado com os outros que não estão a ajudar, zangado com a pessoa com Demência devido aos seus comportamentos difíceis e zangado com serviços de apoio.

Os sentimentos de angústia, frustração, culpa, cansaço, e aborrecimento são bastante normais. No entanto, se se sentir desta maneira ou sentir que pode perder o controlo, é importante falar sobre os seus sentimentos com alguém, como por exemplo o seu médico. 

Alzheimer Austrália.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla