sábado, 7 de maio de 2016

DIABETES E SAÚDE ORAL: A BOCA SECA

problemas orais e diabetesSabe-se bem que indivíduos com diabetes são mais suscetíveis aos problemas de saúde bucal que as pessoas não diabéticas. Seus corpos não têm tanta capacidade de lutar prontamente contra as infecções que ocorrem na boca, e, além disso, eles têm grandes chances de desenvolver infecções a qualquer sinal de ameaça. Isso ocorre porque os diabéticos frequentemente têm um mau funcionamento das glândulas salivares, o que dificulta manter suas bocas adequadamente hidratadas. Infelizmente, as infecções orais e as bactérias que as causam, vivem e se desenvolvem melhor em ambientes secos, como a boca não hidratada. Por isso, os diabéticos devem estar atentos, ainda mais do que os outros, no acompanhamento da sua saúde bucal para assegurar que os problemas sejam impedidos antes mesmo que eles surjam, ou pelo menos detectados e controlados, o mais rápido possível.
A ocorrência de boca seca é muitas vezes acompanhada por alguns sinais, a mais óbvia é uma falta geral de umidade oral. Outros sintomas incluem: inflamação das gengivas, irritação nos cantos da boca, infecções fúngicas e mau hálito, encontrados na língua, bochechas e palato. Além de contribuir para as infecções orais, a boca seca, ou a falta de saliva, geralmente afeta o mecanismo de consumir ou engolir alimentos, já que a saliva age como um lubrificante que ajuda a decompor os alimentos em partes menores, bem como auxilia no transporte do mesmo para o esôfago.
Podem ser tomadas algumas medidas para aliviar os sintomas da boca seca. Para as pessoas com diabetes, é fundamental, em primeiro lugar regular adequadamente o açúcar no sangue, de modo que as glândulas salivares possam funcionar de maneira aceitável. A hidratação contínua pela ingestão de água não só ajuda a combater a sensação de estar com a boca seca, mas também cumpre o papel que a saliva normalmente desempenha em manter-se longe de infecções. Uma vez que exista uma maior probabilidade de infecção oral com esta condição, ao invés de simplesmente escovar os dentes duas ou três vezes ao dia, deve-se certificar-se de fazê-lo depois de cada refeição. Bochechos com enxaguantes não alcoólicos geralmente são mais indicados, uma vez que o sua versão alcoólica tem uma tendência a desidratar ainda mais a boca. Lip balm ou qualquer outro hidratante labial pode ajudar a aliviar a irritação que ocorre nos lábios devido à boca seca.
Bebidas açucaradas devem ser totalmente evitadas por dois motivos. Primeiro porque esses tipos de líquidos tendem a desidratar ainda mais a boca já seca, fazendo com que a pessoa se torne mais propensa a infecções. Mas também como a maioria de nós já sabe, o açúcar é muito ruim para a nossa saúde oral. São as bactérias que quebram o açúcar em nossa boca e, por sua vez, excretam um ácido que desgasta o esmalte dos dentes. Para aqueles com diabetes que já têm de lidar com uma infinidade de problemas de saúde bucal devido à boca seca, a ingestão de substâncias açucaradas simplesmente agrava a questão.
obs . conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
extraído:http://blogbr.diabetv.com/a-boca-seca-e-o-diabetes/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla