Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quarta-feira, 26 de março de 2014

Cuidados Paliativos para o Câncer de Sítio Primário Desconhecido


Alguns tipos de câncer de sítio primário desconhecido podem ser tratados de forma eficaz ou até mesmo serem curados, mas a maioria são cânceres avançados para os quais os tratamentos não são susceptíveis de proporcionar benefícios a longo prazo. É muito importante que os pacientes com câncer avançado de sítio primário desconhecido estejam cientes que, mesmo se a doença não possa ser curada, existem tratamentos disponíveis para ajudar a prevenir ou aliviar a dor e outros sintomas.

A dor é uma preocupação significativa, e o tratamento consiste em usar uma combinação de medicamentos e, em alguns casos, procedimentos cirúrgicos. Os pacientes não devem hesitar em tirar vantagem desses tratamentos, o que significa que eles devem comunicar a seus médicos se apresentam dor. Caso contrário, o médico não pode ajudar. Para a maioria dos pacientes, o tratamento com morfina e medicamentos análogos pode reduzir a dor consideravelmente. Para que o tratamento seja eficaz, os medicamentos contra dor devem ser administrados regularmente, e não apenas quando a dor se tornar intensa. Hoje já existem várias formas de morfina e outros opiáceos de ação prolongada, que só precisam ser administrados uma ou duas vezes por dia.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.oncoguia.org.br/conteudo/cuidados-paliativos-para-o-cancer-de-sitio-primario-desconhecido/5057/680/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla