Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quarta-feira, 19 de março de 2014

Síndrome Mão-Pé - Câncer






O tratamento do câncer tem por finalidade a cura ou alívio dos sintomas da doença. Os tratamentos com medicamentos (quimioterapia, terapia alvo, hormonioterapia), cirúrgicos e radioterápicos podem provocar efeitos colaterais que variam de paciente para paciente dependendo de múltiplos fatores, podendo ser diferentes quanto a intensidade e duração. Alguns pacientes poderão apresentar efeitos colaterais mais severos, outros mais leves ou mesmo não apresentar qualquer efeito colateral. Em caso de você apresentar algum efeito colateral devido ao tratamento que está realizando procure imediatamente seu médico para receber as orientações necessárias para seu caso.



A síndrome mão-pé é um efeito colateral de alguns tipos de quimioterapia, que provoca vermelhidão, inchaço e dor nas palmas das mãos ou nas plantas dos pés. Embora menos comum, a síndrome mão-pé, também, pode ocorrer em outras áreas, como joelhos e cotovelos.
Sintomas
A síndrome mão-pé moderada pode apresentar sintomas como:
  • Vermelhidão.
  • Inchaço.
  • Sensação de formigamento ou queimação.
Os sintomas graves da síndrome mão-pé incluem:
  • Rachadura ou descamação da pele.
  • Bolhas, úlceras ou feridas na pele.
  • Dor intensa.
  • Dificuldade para andar ou usar as mãos.
Tratamento
Se você desenvolver uma síndrome grave de mão-pé o médico pode reduzir a dose da quimioterapia ou alterar o seu esquema de tratamento. Se necessário, o médico interromperá temporariamente a quimioterapia até a melhora dos sintomas.
Os medicamentos que podem ser utilizados para tratar a síndrome mão-pé são:
  • Corticosteróides, para reduzir a inflamação.
  • Vitamina B6, para ajudar a diminuir os sintomas.
  • Analgésicos, para aliviar a dor.
Prevenção
A prevenção dos sintomas se concentra em evitar fricção e o calor, que tornam os sintomas piores. As recomendações para o controle dos sintomas e prevenção da síndrome mão-pé incluem:
  • Limitar a exposição das mãos e dos pés à água quente aos lavar pratos ou tomar banho.
  • Tomar banhos frios ou mornos.
  • Evitar a exposição às fontes de calor, como saunas e sol.
  • Evitar atividades que causam força desnecessária ou fricção nos pés, como corrida, ginástica aeróbica e caminhadas longas.
  • Evitar contato com produtos químicos utilizados em detergentes ou produtos de limpeza doméstica.
  • Evitar o uso de luvas de borracha para limpeza com água quente.
  • Evitar o uso de ferramentas ou utensílios domésticos que exigem pressão da mão contra uma superfície dura e áspera, como ferramentas de jardim, facas ou chaves de fenda.
Outras recomendações incluem:
  • Refrescar as mãos e pés com compressas frias ou de gelo por 20 minutos.
  • Elevar as mãos e pés quando estiver sentado ou deitado.
  • Secar cuidadosamente a pele após o banho.
  • Aplicar suavemente cremes para manter as mãos úmidas.
  • Evitar esfregar ou massagear as mãos e pés.
  • Usar sapatos e roupas confortáveis e soltos.
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico

p.s. tive os meus pés e mãos ficaram com formigamento, escuras, perda da sensibilidade e força

já estava no final do processo

abs,
Carla
extraído:http://www.oncoguia.org.br/conteudo/sindrome-maope/1340/109/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla