Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sábado, 1 de março de 2014

Síndrome da Veia Cava Superior

O Blog Reccomecar está participante do Prêmio Top Blog 2013 e esta semana foi eleito entre os 100 Top blogs categoria saúde.

Até o dia 10 de março(10/03/2014), é o período de votação para escolher os 03finalistas!!!
Conto com seu voto!!!






O tratamento do câncer tem por finalidade a cura ou alívio dos sintomas da doença. Os tratamentos com medicamentos (quimioterapia, terapia alvo, hormonioterapia), cirúrgicos e radioterápicos podem provocar efeitos colaterais que variam de paciente para paciente dependendo de múltiplos fatores, podendo ser diferentes quanto a intensidade e duração. Alguns pacientes poderão apresentar efeitos colaterais mais severos, outros mais leves ou mesmo não apresentar qualquer efeito colateral. Em caso de você apresentar algum efeito colateral devido ao tratamento que está realizando procure imediatamente seu médico para receber as orientações necessárias para seu caso.


Síndrome da veia cava superior é um grupo de sintomas causados pelo bloqueio parcial da veia cava superior, uma veia grande que transporta o sangue da cabeça, pescoço, peito e braços para o coração. Na maioria dos casos, a síndrome é causada pelo câncer.


Causas

A veia cava superior, que drena para o átrio direito do coração, pode ser comprimida quando um tumor cresce dentro do tórax. Os tipos de câncer que podem causar a síndrome são o de pulmão e o linfoma Não-Hodgkin, além das metástases. Às vezes, um tumor que inicialmente se desenvolveu fora da veia cava superior pode invadi-la causando uma obstrução. Como a veia cava superior situa-se perto de uma série de gânglios linfáticos, qualquer tipo de câncer que se dissemina para os linfonodos, aumentando seu tamanho, também pode causar a síndrome. Os gânglios linfáticos aumentados comprimem a veia, retardando o fluxo do sangue e resultando no bloqueio total da veia. Uma causa menos comum da síndrome é a trombose na veia causada por um cateter intravenoso.

Sintomas

Os sintomas da síndrome, normalmente, se desenvolvem lentamente e incluem dificuldade para respirar ou falta de ar, tosse e inchaço da face, pescoço, tronco, braços e dor no peito.
Em casos graves, a pele pode ficar escura (azulada) devido à cianose. A síndrome da veia cava superior pode evoluir rapidamente bloqueando completamente a traqueia o que necessita de ações imediatas. Comumente, se o bloqueio se desenvolve lentamente, outras veias podem ajudar a circular o sangue, com isso os sintomas podem tornar-se menos intensos.

Diagnóstico e Tratamento

Os sinais da síndrome da veia cava superior podem ser vistos numa radiografia de tórax, tomografia computadorizada ou ressonância magnética. No entanto, estes exames não diagnosticam a síndrome. Se os sintomas forem leves, a traquéia não é bloqueada, e há um fluxo sanguíneo bom pelas veias colaterais do tórax, assim o início do tratamento pode aguardar até que se tenha um diagnóstico claro. Na maioria dos casos, a síndrome da veia cava é manejada com o tratamento do próprio câncer. Outros tratamentos, a curto prazo, para reduzir os sintomas incluem a elevação da cabeça do paciente, administração de corticosteróides para reduzir o inchaço ou utilização de diuréticos para eliminar o excesso de líquido do corpo. Menos frequentemente, a síndrome da veia cava pode ser tratada com dissolução do coágulo, colocação de stent ou cirurgia.

Considerações

Como a síndrome da veia cava pode causar problemas respiratórios graves, é considerada uma emergência. Embora a síndrome seja grave e seus sintomas assustadores, a mesma pode ser tratada com sucesso na maioria dos pacientes.
Sindrome da Veia Cava Superior em Crianças
A síndrome da veia cava superior pode ser fatal em crianças. A traquéia da criança é menor e mais frágil que no adulto, podendo rapidamente inchar ou ser contraída, levando a problemas respiratórios. Os sintomas mais comuns da síndrome em crianças são semelhantes aos dos adultos e podem incluir tosse, rouquidão, dificuldade respiratória e dor torácica. Felizmente, a síndrome da veia cava superior é rara em crianças.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.oncoguia.org.br/conteudo/sindrome-da-veia-cava-superior/1339/109/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla