sexta-feira, 28 de março de 2014

Incontinência urinária: guia para cuidadores

O que é a incontinência urinária?
Problema bastante comum em pessoas de mais idade, a incontinência urinaria consiste na perda involuntária de urina. As causas são variáveis
Aspectos a se levar em conta na escolha e manuseio dos absorventes de incontinência urinária
Para conseguir o melhor uso possível das fraldas, além de escolhê-las segundo a forma e tamanho mais adequados, é conveniente seguir alguns pontos:
  • Revisá-las com freqüência.
  • Mudar a fralda quando for preciso, para isso as fraldas contém um indicador de umidade na parte exterior que mudam de claro a escuro, a medida que forem ficando saturadas de urina.
  • Se certificar em cada troca que não há vermelhidão ou irritação na pele, e se aparecerem, é importante que isso seja comunicado imediatamente ao serviço médico.
  • Prevenir a formação de úlceras no sacro, nádegas e órgãos genitais, hidratando bem a pele diariamente, mediante cremes protetores, e com uma boa ingestão de líquidos.
  • Manter o paciente limpo e seco. Realizar uma higiene adequada na região onde a fralda é usada. O contato prolongado da urina com a pele aumenta o risco de infecções e favorece a irritação e o aparecimento de lesões e úlceras.
  • Utilizar  uma roupa confortável, largas e fáceis de abrir e manusear.
  • Controlar a eliminação de fezes, principalmente em pacientes com incontinência fecal, utilizando fraldas de menor absorção e realizar trocas mais freqüentes.
  • Vigiar a cor e o odor da urina. Se perceber mudanças que chamem a atenção, consulte o serviço médico.
  • Evitar longos períodos de imobilidade, fazer mudanças posturais freqüentes no paciente acamado ou sentado e, sempre que for possível, animá-lo a se levantar e andar.
  • Seguir as normas de colocação das fraldas para cada situação do paciente (acamado, sentado, …), evitando as dobras e deslocamentos.
Quais os passos que devo seguir para realizar uma higiêne correta na região da fralda de um paciente sob minha responsabilidade?
A higiene é muito importante. Limpe e seque bem a região depois de cada troca, hidrate corretamente a pele, tal e como é indicado à seguir.
Higiene e limpeza da região genital:
  • Antes de lavar, retire, se for necessário, os restos de resíduos.
  • Utilizar água a temperatura ideal.
  • Sabão neutro e esponja (que deverá ser sempre sustituída freqüentemente para evitar a proliferação de gérmes).
  • Evitar correntes de ar.
  • Proteger o paciente de possíveis caídas.
  • Oferecer a comadre antes de proceder a troca de fralda.
  • Em pessoas acamadas ou naquelas que não podem se manter em pé, é preferível realizar a higiene na cama, para evitar o risco de quedas.
Procedimento de limpeza na mulher:
- Com a paciente encostada para cima, flexionar os joelhos e separar suas pernas.
- Separar os lábios vulvares com uma mão e lavar com a outra, limpando de frente para trás. Enxaguar com água abundante e secar bem sempre de frente para trás.
- Colocar a paciente de lado e limpar com um só movimento a zona que vai desde a vagina ao ânus. Enxaguar com água abundante e secar suavemente sempre na direção assinalada.
Procedimento de limpeza no homem:
- Com o paciente encostado para cima, retirar a pele que cobre a glande para  lavá-la. Enxaguar com água abundante, porém,  não secar.
- Devolver à pele a sua posição para evitar possíveis feridas ou irritações na glande.
- Limpar por cima e pelos lados os testículos. Enxaguar com água abundante e secar bem.
- Colocar o paciente de lado e limpar a parte inferior dos testículos e a região do ânus. Enxaguar com água abundante e secar bem.
- É necessário manter uma boa hidratação da pele, para a qual é necessária uma ingestão adequada de líquidos na dieta e utilizar cremes ou azeites hidratantes.
- Limpe bem o material utilizado na lavagem antes de guardá-lo.
Tenho que ter algum cuidado especial quando troco a fralda?
Em cada troca de fralda é conveniente seguir os seguintes passos:
  • Lave as mãos antes e depois de cada troca de fralda.
  • Retire a fralda pela parte de baixo do corpo do usuário.
  • Se o paciente tiver problemas de mobilidade, assegure-se de que tenha um ponto de apoio.
  • Se o paciente estiver em uma cadeira de rodas, é conveniente apoiar o respaldo contra a parede e freia-la para evitar que se movimente.
  • Realize uma higiene adequada na região da fralda.
  • Coloque a fralda pela parte da frente do corpo.
  • Assegure-se de que as costuras das malhas que prendem a fralda estão para fora, assim será evitado a fricção ou pressão sobre a pele
Com que freqüência devo trocar a fralda?
Os produtos atuais permitem espaçar as trocas de fralda, mantendo a pele seca. A freqüência da troca é variável, dependendo do tipo de alimentação e da quantidade de líquidos que ingeridos. A maioria das fraldas tem um indicador de umidade. Se trata de uma pequena banda na parte exterior que muda de cor quando é preciso trocá-la.
 Se usar fraldas elásticas, lembre-se que as tiras adesivas permitem abri-las e fechá-las repetidas vezes. Isso possibilita urinar no banho ou em um recipiente adequado, sem ter que trocar a fralda.

obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.reab.me/incontinencia-urinaria-guia-para-cuidadores/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla